"O meu sonho era ir aos Aliados. Ainda durmo e acordo a pensar nisso"

"O meu sonho era ir aos Aliados. Ainda durmo e acordo a pensar nisso"
Carlos Gouveia

Tópicos

Pepe somou o 21º título da carreira e diz que o sabor é mais especial por ser ao serviço do clube que ama

Aos 37 anos, Pepe tornou-se no jogador de campo mais velho a sagrar-se campeão nacional pelo FC Porto. O central celebrou o 21º título da carreira, mas admite que este tem um sabor diferente. "Todos os títulos ganhos pelo FC Porto são especiais, é um privilégio estar neste clube, ter estes jogadores e esta equipa técnica. É como se fosse o primeiro titulo, demonstra a união que temos, o espírito de grupo fantástico que o FC Porto sempre teve e essa famosa mística do clube. É espetacular", atirou, ao Porto Canal, em pleno relvado do Dragão, interrompendo por momentos as celebrações, mas sem nunca largar a medalha.

No fundo, era este o momento que Pepe sonhava quando, há um ano e meio, deixou a Turquia para regressar ao FC Porto. "Disse numa entrevista que o meu sonho era poder ir aos Aliados e à Câmara, infelizmente, para já, não é possível devido à pandemia, mas ainda durmo e acordo a pensar nisso. Nunca se sabe. Estou feliz por ter ganho este campeonato, é uma sensação enorme por ganhar pelo meu clube. Gosto do clube, mas também de representar a região do Norte", frisou, o jogador mais titulado do atual plantel portista. "O Europeu é , sem dúvida, muito especial para mim, por tudo e até por ser estrangeiro. Mas voltar ao FC Porto a esta cidade e a este clube também é muito especial. Estar com estes adeptos que sempre me trataram bem torna este título extremamente importante para mim. Apesar dos 37 anos vai ficar na minha memória. É sempre importante ganhar títulos, ainda mais num clube que amo tanto", insistiu, garantindo que estar no meio de tanta juventude o faz sentir, a ele próprio, um miúdo.