"O futebol não vai roubar testes Covid-19 a ninguém", assegura médico do FC Porto

"O futebol não vai roubar testes Covid-19 a ninguém", assegura médico do FC Porto

Nélson Puga deu uma entrevista ao Porto Canal, mostrou-se cada vez mais confiante no regresso do futebol

Nélson Puga deu uma entrevista ao Porto Canal, mostrou-se cada vez mais confiante no regresso da competição e avançou com a realização de testes imunológicos aos agentes desportivos, nomeadamente do FC Porto, clube em que dirige o departamento médico. Testar é a palavra de ordem e o clínico respondeu à pergunta a que todos querem resposta. Se, no regresso, alguém testar positivo, o que acontece?

O mais importante é testar bastante, mas com responsabilidade, referiu ainda Nélson Puga. "Nunca o futebol poderá ultrapassar aquilo que sejam as recomendações da DGS. E, até para esclarecer algumas noticias especulativas, não vamos roubar testes a ninguém. Vão ser realizados por entidades privadas. Não vão faltar testes para quem precisar", garantiu, falando de três semanas de trabalho até que os jogadores possam estar prontos para a competição. "Julgo que será aceitável, mas essa é a área dos treinadores", concluiu. Para já, hoje há nova reunião de médicos com a Liga. "O essencial está feito. Agora são questões de logística e detalhe", ressalvou.

Sobre as viagens das equipas, designadamente de avião e para as ilhas, disse: "São um detalhe fundamental. Houve dúvidas em relação a isso e ao risco que poderíamos correr nas viagens. Se acompanharem o meu raciocínio verão que o risco é muito baixo . Os hotéis estão infelizmente fechados... Antes da suspensão do campeonato já tínhamos implementado algumas medidas. Falamos de quartos individuais, salas de reuniões maiores, de salas de refeição maiores,. O risco nas deslocações será baixo, com todos com testes negativos.. As equipas irão no seu avião, depois de autocarro para os hotéis, que estará descontaminado, jogaremos em estádIos vazios.. Qual é o rico? O risco é muito baixo"