O dia em que o FC Porto festejou o título no sofá e até houve... incêndio

O dia em que o FC Porto festejou o título no sofá e até houve... incêndio

Há precisamente dois anos, o FC Porto assegurava a conquista do título de campeão nacional.

O FC Porto deu na segunda-feira arranque à preparação para o que falta jogar de 2019/20, um dia antes de se cumprirem dois anos sobre o último título nacional conquistado pelos dragões, o primeiro de Sérgio Conceição, na sua primeira temporada como técnico dos azuis e brancos.

O título acabou por ser festejado no hotel Solverde, entre gritos e... fumo. Ao estranho registo de um festejo no sofá (os dragões já haviam vivido algo do género em 2011/12), o de 2017/18 somou um incêndio, 38 bombeiros, 12 viaturas de emergência e a necessidade de evacuar o hotel.

O Benfica acabara de empatar a zero com o Sporting, único resultado que permitia aos dragões festejar de imediato e sem sequer ter de pensar no jogo do dia seguinte. A festa rebentou de imediato no hall do Hotel Solverde, em Vila Nova de Gaia, onde o FC Porto estagiava. Os jogadores dirigiram-se ao exterior para celebrar com os adeptos que começaram a aparecer, mas um incêndio na zona da garagem mudou todos os planos. O fumo obrigou a colocar todas as pessoas na rua durante algum tempo.

Os jogadores não pararam de festejar, radiantes por uma conquista que o clube não celebrava há quatro épocas, mas às 2h00 da madrugada foram mesmo obrigados a parar e a mudar de hotel.

No dia seguinte, os dragões bateram o Feirense (2-1), com golos de Sérgio Oliveira e Brahimi, na festa de consagração num Dragão completamente lotado. A festa seguiu no exterior, onde os jogadores desfilaram um a um perante imagens de uma Alameda que registou a maior enchente de sempre. As comemorações só terminaram na semana seguinte, após o regresso aos Aliados, quatro anos depois. Esta terça-feira, já Iker Casillas recordou a festa nos Aliados que se seguiu à conquista desse mesmo título.