"Não acredito que Herrera não aceitasse renovar com o FC Porto"

"Não acredito que Herrera não aceitasse renovar com o FC Porto"
Carlos Gouveia

Tópicos

Declarações de José Fernando Rio, candidato à presidência do FC Porto.

José Fernando Rio concedeu uma entrevista ao Porto Canal, na qual abordou os motivos que o levaram a avançar para as eleições agendadas para o próximo fim de semana.

"Estou aqui porque faço uma avaliação negativa dos últimos quatro anos da atual direção. O FC Porto está pior, sobretudo financeiramente. É chegado o momento de tomar decisões para que FC Porto continue um clube grande. Quem trouxe o clube até este estado já não vai ter a capacidade para dar a volta. As pessoas têm de votar com o coração e com a razão e se o fizerem será na minha lista", afirmou o candidato.

"O FC Porto tem perdido competitividade. Só tem um título em seis anos, discutiu-os, mas só ganhou um. Nos últimos 30 títulos internos, ganhou duas Supertaças e um campeonato. Parece-me bastante pobre até para aquilo que o presidente nos habituou. Antes ganhava 25 destes 30", vincou, abordando depois as saídas sem contrapartidas financeiras, como foi o caso de Herrera, em final de contrato.

"Não admito que jogadores chave saíam a custo zero. Há um grande conjunto de interesses que gravitam à volta dos jogadores, mas um clube como o FC tem de antecipar problemas e encontrar soluções. Admito que haja um caso extremo em que um jogador meta na cabeça isso, mas os interesses do FC Porto têm de prevalecer. Te havido desleixo nessas negociações. Não sei se o Herrera já tinha decidido sair, mas era o capitão e foi fundamental para o último título. Os adeptos não entendem bem que um jogador assim saia sem qualquer benefício financeiro. Será que tentou renovar a meio ou nos dois últimos anos? Não sei, não conheço os pormenores. Mas não acredito que ele não aceitasse renovar", indicou.