"Muita gente dizia-me para não apostar no Pepe, mas para mim era especial"

"Muita gente dizia-me para não apostar no Pepe, mas para mim era especial"

Declarações de Co Adriaanse, treinador que alcançou a dobradinha no FC Porto em 2005/06.

Co Adriaanse viajou até à Cidade Invicta, onde visitou o Olival, Dragão e reencontrou-se com Pinto da Costa. O técnico neerlandês, que conquistou a dobradinha em 2005/06 ao serviço dos dragões, falou ao Porto Canal e lembrou Pepe, o jovem que então tinha como opção no plantel.

"Durante o meu período [no FC Porto], o Pepe era muito novo, jogava na equipa B e muita gente dizia-me para não apostar nele. Mas vi-o e, para mim, ele era muito especial. Jogava com três defesas, com o Pepe no meio, porque precisava de um jogador muito rápido, que estivesse sempre concentrado e que, se não conseguisse ficar com a bola, conseguisse chegar ao adversário para impedir que ele marcasse", lembrou.

"A atitude dele no treino e nos jogos... Estou orgulhoso dele e olho para ele como um filho, porque trouxe-o da equipa B e ele conseguiu realizar uma carreira muito boa, na seleção portuguesa, no Real Madrid, em todo o lado. E ainda está a jogar, com 39 anos. Não está a jogar por dinheiro, mas sim pela família, pelo FC Porto", vincou ainda Co Adriaanse.