Imprensa mexicana aponta FC Porto como um bom exemplo

Imprensa mexicana aponta FC Porto como um bom exemplo

O Necaxa foi apelidado de "FC Porto da liga mexicana" pelas recentes transferências.

O jornal mexicano "Récord" usou os exemplos de Igor Lichnovsky, Jesús Isijara, Carlos González, Dieter Villalpando, Edson Puch e Víctor Dávila para elogiar a forma como o Necaxa, emblema da liga mexicana, consegue lucrar com a compra e venda de jogadores.

A publicação chega mesmo a apelidar os "Rayos" de "FC Porto da liga mexicana", utilizando o caso dos dragões como o bom exemplo do que é comprar jogadores a preços 'acessíveis' e vender muito mais caro.

O jornal latino abordou a forma como o FC Porto conseguiu lucrar com as vendas de James Rodríguez, Falcao, Pepe e Hulk. O primeiro, comprado por pouco mais de cinco milhões de euros, foi vendido por 45.

Falcao chegou à Invicta proveniente do River Plate por 5,7 milhões de euros e rendeu aos cofres portistas 40M quando se transferiu para o Atlético de Madrid.

O brasileiro Hulk é outro dos casos em que os dragões conseguiram ganhar muito dinheiro. Comprado por 5,5M, saiu depois para o Zenit, mas deixou no FC Porto 40 milhões de euros. Pepe, que neste mercado de inverno voltou a vestir de azul e branco, rendeu 30M numa transferência para o Real Madrid, quando tinha custado 'apenas' dois.