Mercado de transferências reabre e Bruno Costa pode sair

Mercado de transferências reabre e Bruno Costa pode sair
António M. Soares

Tópicos

Mercado de janeiro pode ser a oportunidade para que o médio possa recuperar tempo de jogo

Bruno Costa ainda não foi utilizado esta época por Sérgio Conceição e pode sair na reabertura do mercado de transferências, em janeiro. O médio vem trabalhando integrado no plantel da equipa principal do FC Porto, mas só tem tido oportunidades para competir na equipa B, somando um total de oito jogos às ordens de Rui Barros. A situação não é do agrado do jogador, cujas expectativas saíram defraudadas, depois de uma estreia na Champions, em Liverpool, na época passada, que atraiu atenções.

Nesta altura, até os responsáveis do FC Porto terão interesse em procurar uma saída para ceder o jogador a um clube que lhe proporcione tempo de jogo e lhe permita continuar a evoluir para voltar a tentar, no futuro, fixar-se no plantel azul e branco. Bruno Costa, recorde-se, renovou contrato com o FC Porto no final da temporada passada, estendendo a sua ligação ao clube até 2022, mas nas poucas vezes em que chegou a ser convocado por Sérgio Conceição não só não passou do banco, como acabou na bancada. Neste contexto e sem grandes perspetivas de conseguir ultrapassar a concorrência, apesar da recente lesão de Otávio, por exemplo, ou do afastamento de Bazoer por razões disciplinares, o destino de Bruno Costa deverá passar por outro emblema para evitar correr o risco de estar uma temporada completa sem competir ao mais alto nível e estagnar na sua evolução, numa idade crítica para se afirmar. A I Liga é o contexto preferido