Marega reage ao alegado caso de racismo no PSG-Basaksehir

Marega reage ao alegado caso de racismo no PSG-Basaksehir

Marega reagiu nas redes sociais depois do que aconteceu no decorrer do PSG-Basaksehir, da sexta jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões

Marega recorreu às redes sociais, utilizando um emoji - em seis tonalidades - para manifestar apoio a Pierre Webo, o treinador-adjunto do Basaksehir, que esta terça-feira, aos 14 minutos do PSG-Basaksehir, queixou-se que o quarto árbitro da partida da Liga dos Campeões utilizou a expressão "negro". Webo recusou-se a sair do campo, depois de receber ordem de expulsão, questionando: "Where is the 'negro'? (Onde está o 'negro')."

O jogo, da sexta jornada da Liga dos Campeões, será retomado na quarta-feira, depois de ter sido interrompido hoje por um alegado insulto racista, revelou o clube turco.

Depois de cerca de duas horas interrompido, em que ainda foi tentado que as equipas voltassem ao relvado, foi decidido que a partida se realizasse na quarta-feira, disse à AFP um dirigente do clube turco.

"O jogo retomará na quarta-feira, no momento em que foi interrompido", disse aquele responsável, acrescentando que "as condições não estavam reunidas" para que terminasse hoje.

O incidente ocorreu aos 14 minutos do jogo, quando o quarto árbitro, o romeno Sebastian Costantin Coltescu, deu sinal ao árbitro principal, o seu compatriota Ovidiu Hategan, para expulsar o treinador adjunto do Basaksehir Pierre Webo, tendo este se queixado que o elemento da equipa de arbitragem utilizou a expressão 'negro', recusando-se a sair do campo e questionando: "Where is the 'negro'? (Onde está o 'negro')."

Após vários minutos, o 'staff' da equipa turca e os jogadores, seguidos pelos do PSG, decidiram abandonar o relvado, numa altura em que o jogo estava empatado 0-0.

O próprio presidente do clube turco, Göksel Gümüsdag, revelou que os jogadores só voltariam hoje ao terreno de jogo se Coltescu não voltasse.

"O quarto árbitro disse 'negro' perante o mundo inteiro. Se o quarto árbitro sair, então voltaremos. Se o quarto árbitro manter-se no terreno, então o Basaksehir não vai voltar", disse Göksel Gümüsdag.

Recorde-se que a 16 de fevereiro, Marega abandonou o Vitória de Guimarães-FC Porto ao minuto 71 depois de ter demonstrado descontente com os insultos racistas que ouvia desde as bancadas do Estádio D. Afonso Henriques.