"Liga dos Campeões? Os jogadores não são máquinas"

"Liga dos Campeões? Os jogadores não são máquinas"
Rita Morais

Tópicos

Sérgio Conceição falou da vitória do FC Porto frente ao Santa Clara (0-1) e deixou aviso sobre pouco tempo de descanso entre os jogos da Liga dos Campeões e do campeonato.

Jogo com condições adversas: "Não foi só por estas condições difíceis que tivemos hoje, que não foram nada fáceis. Foi o vento forte que se fez sentir durante o jogo, o terreno de jogo também algo pesado, uma equipa que não tem mais de 60 horas de recuperação. Por tudo isso nós sabíamos que ia ser difícil e pela qualidade do Santa Clara, que é uma equipa sempre competitiva e a jogar aqui no seu Estádio, a complicar mais a vida. Sabíamos que tínhamos de ter espírito de sacrifício, jogar com organização. Tivemos situações perigosas, especialmente, na primeira parte. Os jogadores merecem os parabéns pelo jogo, que foi difícil".

As vitórias só valem 3 pontos, mas ela valeu mais para si do que os 3 pontos: "Levo daqui uma equipa que ganhou contra o Marselha fora, num jogo em que o adversário da Champions também queria muito ganhar, e levo os mesmos jogadores desse jogo, que são jogadores muita qualidade e o espírito que eles têm tido, é fabuloso. Toda a gente disponível, toda a gente a viver o jogo da melhor forma e eu só tenho de me sentir feliz. Agora é preparar já o próximo jogo, que é na terça-feira, para a Champions. Mas é preciso olhar para isto de outra forma porque os jogadores não são máquinas e é difícil dar resposta de alto nível com esta intensidade competitiva".

Onze inicial igual ao do jogo da Champions: "A nossa prioridade é o campeonato, por isso é que jogaram os onze de início que achei que estavam melhor para este jogo. Claro que todos são importantes, se escolhesse outros de certeza que davam resposta positiva porque estão em forma, mas a nossa prioridade é o campeonato. Na Liga dos Campeões joga o onze que achamos ser o melhor para aquele jogo".

Taça da Liga: "É uma competição interna. O FC Porto luta sempre por todas as competições internas e ir o mais longe possível na Liga dos Campeões".