Lágrimas e uma crise que se agrava no meio-campo do FC Porto

Lágrimas e uma crise que se agrava no meio-campo do FC Porto

Loum lesionou-se frente ao Bétis, em jogo da Copa Ibérica.

Se a contratação de um ou dois médios era urgente, agora essa necessidade torna-se ainda mais premente. Loum lesionou-se sozinho aos 15", num momento do jogo em que baixou para receber a bola entre os dois centrais e a procurou entregar em Tomás Esteves. O médio senegalês sentiu uma picada e de imediato pediu substituição ao banco, pois teve a clara noção de que o jogo terminara para si e o problema muscular na coxa direita poderia fazê-lo perder algum tempo de preparação. O

departamento médico do FC Porto entrou logo em campo para assistir o jogador, confirmou o infortúnio e reforçou a necessidade de substituição por Danilo, o outro médio defensivo do plantel. Loum saiu a chorar, desolado porque percebeu que vai ter que parar algum tempo e isso dificulta novamente a luta por um lugar no onze titular. Este sábado o jogador será reavaliado.

Para Sérgio Conceição, o problema no meio-campo agudiza-se. Depois de Herrera, o treinador perdeu Óliver Torres por vontade do espanhol e fica agora sem Loum. Para o tipo de funções que o treinador atribui aos dois médios do seu sistema tático preferido, restam apenas Danilo, Sérgio Oliveira e Bruno Costa.