Pinto da Costa e o efeito Casillas

Pinto da Costa e o efeito Casillas

Presidente vê espanhóis mais atentos ao clube, que já vende muito mais para o país vizinho

Os efeitos da contratação de Iker Casillas são indesmentíveis e, na Madeira, antes do jogo com o Marítimo, Pinto da Costa reconheceu haver muito mais atenção do país vizinho em relação ao FC Porto, que vai conseguindo retirar dividendos de todo esse mediatismo em torno do guarda-redes espanhol. "Sentimos muita recetividade por parte dos espanhóis. Houve um enorme aumento na venda de camisolas para Espanha e as visitas vindas desse país ao nosso museu e estádio também cresceram de forma significativa", confirmou o presidente, em declarações à Marítimo TV.

Outro facto marcante da curta entrevista concedida nos Barreiros reportou-se ao reatar de relações entre o FC Porto e o Marítimo, que regressaram assim à normalidade, como ficou comprovado, na sequência da transferência de Danilo Pereira para o Dragão. "É evidente que todas as divergências foram ultrapassadas. É histórico o bom relacionamento entre o FC Porto e o Marítimo. Teve um hiato, felizmente ultrapassado, e agora estamos disponíveis, de parte a parte, a colaborar", vincou ainda Pinto da Costa, acompanhado por Carlos Pereira, presidente dos verde-rubros.