Nuno Espírito Santo: "Há medo de favorecimento ao FC Porto?"

Nuno Espírito Santo: "Há medo de favorecimento ao FC Porto?"

Na conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o Chaves, no sábado, o treinador dos azuis e brancos considera que os árbitros não têm de ter medo de assinalar faltas a favor do FC Porto.

Empates comprometedores: "Acima de tudo sempre fomos capazes de isolar tudo o que nos rodeia e focar-nos apenas no nosso jogo. Tivemos percalços, falhámos em certos momentos e também fomos prejudicados. A melhor maneira é enfrentar a realidade, olhar para dentro e não projetarmos o que vem para a frente nem pensar no que está atrás. Isso é fundamental".

Arbitragem: "Ao longo do ano fomos mantendo sempre uma postura de paciência. Houve momentos em que fomos mais críticos perante as injustiças de que fomos vítimas. Isso é normal. O que eu sinto, digo. E quando isso acontece é em defesa dos meus jogadores. É difícil explicar-lhes certos erros, principalmente quando há tanta dúvida. Há medo de favorecimento ao FC Porto. Não pode haver. Se o lance for claro, tem de ser assinalado. E é através do trabalho diário que ultrapassamos isso.

Estofo: "Desde o primeiro dia que o jogador do FC Porto pensa em ser campeão até ao fim. A nossa grande convicção é estar nessa luta. Estofo? O jogador do FC Porto sabe que tem de dar sempre o máximo de si. O que temos visto é uma equipa capaz de lutar até ao fim. Se falamos numa onda azul, é porque o adepto revê-se no trabalho dos jogadores. Estamos na luta".

Mudanças na equipa: "É algo que trabalhamos. Temos feito isso. Os nossos jogadores trabalham muito bem, de forma aplicada e intensa. Acima de tudo temos tirado o rendimento máximo de cada jogador".