FC Porto trava a saída de Sérgio Oliveira

FC Porto trava a saída de Sérgio Oliveira
Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

O médio formado no FC Porto foi titular nos cinco jogos realizados por Portugal no Europeu de sub-21 e só foi substituído num: na final

Portugal pode ter perdido a final do Europeu de sub-21 para a Suécia, mas Sérgio Oliveira saiu da competição com a cotação em alta. O médio mereceu rasgados elogios da Imprensa internacional - um portal de estatísticas chegou mesmo a considerá-lo o mais regular da fase de grupos - e isso motivou o aparecimento de algumas propostas nos escritórios da SAD do FC Porto. No entanto, os dragões têm resistido a todas as investidas oriundas de Inglaterra (Tottenham e Manchester City pediram informações) e Itália, porque consideram que a evolução que este revelou durante os dois anos que representou o Paços de Ferreira deixa antever um grande futuro.

Embora o meio-campo esteja repleto de opções, os planos do FC Porto para Sérgio Oliveira no imediato passam pela integração no plantel. Foi com esse objetivo, aliás, que Julen Lopetegui pediu a sua recompra, depois de ter visto o desempenho do médio no Portugal-Holanda, realizado em outubro, em Paços de Ferreira. O treinador espanhol tem uma vasta experiência a potencializar jovens jogadores - Óliver Torres é um bom exemplo - e acredita que poderá fazer o mesmo com o médio, que Pinto da Costa já confirmou publicamente como reforço. O contrato do internacional sub-21, tal como adiantou O JOGO ainda em janeiro, será válido até junho de 2020 e a cláusula de rescisão não fugirá muito dos 30 milhões de euros, à semelhança do que acontecia no momento em que os azuis e brancos permitiram que se mudasse para a Capital do Móvel.