FC Porto responde ao Benfica: "Divirtam-se a chafurdar na lama que criaram"

FC Porto responde ao Benfica: "Divirtam-se a chafurdar na lama que criaram"

Clube azul e branco reagiu às críticas tecidas pelo Benfica à arbitragem dos jogos do FC Porto.

O FC Porto reagiu esta segunda-feira às críticas tecidas pelo Benfica à arbitragem através do boletim "News Benfica", publicado no domingo, em que o clube da Luz tomou como ponto de partida o jogo dos campeões nacionais em Braga - que os dragões venceram por 3-2 - e em que as águias referem que o rival azul e branco está na luta pelo título à custa de alegados erros cometidos pelos árbitros.

"Pela primeira vez, o Benfica emitiu a um domigo uma edição especial da imitação fraca do Dragões Diário, que habitualmente só é publicada de segunda a sexta. Percebe-se bem o objetivo: hoje [segunda-feira] é 1 de abril, conhecido como o dia das mentiras. O texto de ontem [domingo], se fosse publicado hoje pelo Benfica, seria encarado por todos como uma mera mentira de 1 de abril. Mas nem o facto de ter sido tornado público a 31 de março o torna menos mentiroso", começar por assinalar o FC Porto, prosseguindo:

"A edição especial da News Benfica teve como propósito a crítica à arbitragem do Braga-FC Porto. Em concreto, o Benfica queixa-se (i) do primeiro penálti assinalado a favor do FC Porto, (ii) da expulsão de Abel Ferreira e (iii) de um suposto penálti cometido por Corona sobre Wilson Eduardo, perto do fim. Sobre os casos concretos, poder-se-á dizer o seguinte: (i) os seis especialistas de arbitragem que escrevem nos três jornais desportivos consideraram o penálti bem assinalado; (ii) o FC Porto não tem qualquer toupeira que permita conhecer as palavras que justificaram a expulsão de Abel Ferreira, por isso não se pode pronunciar sobre esse caso; (iii) cinco dos seis especialistas de arbitragem que escrevem nos três jornais desportivos consideraram a decisão do árbitro correta", referem os dragões, que considera "graves" as acusações tecidas pelo rival lisboeta.

"O que é grave é que o Benfica considera que houve erros de arbitragem com impacto no resultado e que esses alegados erros foram premeditados. O Benfica diz claramente que aqueles lances seriam decididos de forma diferente se tivessem ocorrido nas áreas contrárias, acusando assim o árbitro Jorge Sousa de ter tomado decisões com o objetivo deliberado de beneficiar uma equipa e prejudicar outra", escreve o FC Porto, antes de recordar as duras palavras dirigidas por Luís Filipe Vieira a Fábio Veríssimo após o clássico das meias-finais da Taça da Liga, que os azuis e brancos venceram por 3-1:

"Ainda ninguém se esqueceu do ataque de Luís Filipe Vieira a Fábio Veríssimo em Braga, há algumas semanas. O objetivo é sempre o mesmo: 'garantir uma inqualificável pressão e condicionamento sobre todos os agentes desportivos e equipas de arbitragem em particular!' As palavras são da newsletter encarnada e são dirigidas ao FC Porto, mas assentam que nem uma luva ao Benfica", apontam os campeeões nacionais, antes de finalizarem.

"Exige-se decoro a quem há bem pouco tempo ganhou campeonatos de forma vergonhosa, a quem tem 163 jogos sob investigação, a quem é investigado por suspeitas de corrupção de equipas de arbitragem, de jogadores adversários, de funcionários judiciais e de juízes, a quem é suspeito de vários outros crimes. Divirtam-se a chafurdar na lama que criaram e em que vivem, mas abstenham-se de atirá-la para cima de quem gosta de ganhar no campo e com todo o mérito, como aquele que o FC Porto tem exibido recorrentemente na Europa", rematam.