"Disseram que o Marega era um jogador de transição e eu comecei a rir"

"Disseram que o Marega era um jogador de transição e eu comecei a rir"

Sérgio Conceição abordou a evolução do avançado maliano ao longo da época e confessou que já estava atento ao jogador quando orientava o Nantes.

Sérgio Conceição atribuiu mérito a Moussa Marega na hora de falar da evolução do maliano. Em entrevista ao Porto Canal, o treinador do FC Porto confessou ter seguido o jogador enquanto orientava o Nantes e referiu a humildade do plantel ao longo de toda a temporada.

"O Marega é um jogador que acompanhava desde o Marítimo, conhecia a qualidade dele. Quando estava no Nantes, o Marega constava num relatório para ser reforço para esta época. Vai de encontro àquilo de que gosto, com essa velocidade e intensidade. Disseram que o Marega era só de transição e comecei a rir, sinceramente. A velocidade de 30 metros pode ser velocidade de 100 metros. Houve muito mérito do Marega em trabalhar e aceitar o que dissemos para melhorar. Grande parte do mérito é dele", explicou Conceição, antes de abordar o crescimento de todo o plantel azul e branco:

"Um adjunto comentou algo comigo e disse que pensava que era mais difícil encontrar humildade nos clubes mais humildes que treinámos, com outro historial que não o do FC Porto. Aqui encontrámos um grupo absolutamente fabuloso, cada um com o seu caráter, conseguimos envolver toda a gente num espírito fantástico que nos permitiu ser o grupo que fomos. Vocês viram que a roda foi feita desde o início, não foi nada planeado, foi genuíno. Andaram e trabalharam nesse sentido. Houve problemas, situações menos positivas, como acontece em todos os grupos de trabalho. Isso faz parte do crescimento. Cada dificuldade que encontrámos foi superada e melhorámos", acrescentou o técnico portista.