Corona volta a dar dores de cabeça e é dúvida europeia

Corona volta a dar dores de cabeça e é dúvida europeia
Carlos Gouveia

Tópicos

Mexicano sofreu uma contusão e entorse no tornozelo direito e não saiu da enfermaria. Recuperação difícil para o Liverpool

Corona sofreu um toque na disputa de um lance e saiu do Algarve com uma contusão e uma entorse no tornozelo direito, limitando-se a fazer tratamento no dia em que o FC Porto iniciou a preparação do encontro da segunda mão dos oitavos de final da liga dos Campeões, com o Liverpool (quarta-feira, às 20h00). A lesão não é grave, mas deixa o mexicano em sérias dúvidas para este encontro decisivo na Europa. O mais certo é que não volte a treinar até ao dia da visita dos ingleses, quando fará um teste decisivo à sua condição física.

Em Anfield Road, Corona foi extremo a atacar e lateral-direito a defender, para que Maxi fizesse de terceiro central. No Dragão, Pepe já estará disponível (assim como Herrera), o que significa que Éder Militão poderá ser colocado à direita e, nesse caso, a potencial ausência do mexicano não será tão "dramática". Ainda que o Tecatito seja, a par do compatriota Herrera, o elemento com mais jogos (47) no FC Porto esta temporada. Ou seja, falhou apenas três, o que diz bem da importância que tem no xadrez de Sérgio Conceição. Mais: aos cinco golos que já marcou acrescenta 13 assistências, o melhor registo da equipa portista.

Em Portimão, Corona, recorde-se, foi substituído aos 58", mas antes ainda esteve algum tempo junto do banco a fazer exercícios, para perceber se conseguia recuperar e voltar ao jogo. Até porque, nessa altura, Manafá também estava a receber assistência. O Tecatito voltaria ao relvado, porém as dores eram evidentes e o extremo não aguentou muito mais tempo em campo, sendo rendido por Otávio. No final da partida, o jogador participou na habitual roda junto dos companheiros, mas as dificuldades em andar continuavam a ser visíveis, razão pela qual o médico Nélson Puga esteve sempre por perto.

Esta lesão, sublinhe-se, não é no mesmo tornozelo que o levou a falhar os jogos da seleção mexicana e que causou uma grande polémica com o treinador Tata Martino. Na altura, o Tecatito andou algumas semanas a contas com uma entorse traumática no tornozelo esquerdo, mas acabou por fazer todos os jogos do FC Porto.

A três dias da receção à formação inglesa, o tempo de paragem não é conhecido (o FC Porto nunca o revela), mas é certo que Corona é a grande dúvida dos dragões para essa partida.