Brahimi voltou ao relvado, tirou fotos e acenou para as bancadas desertas

Brahimi voltou ao relvado, tirou fotos e acenou para as bancadas desertas

Regressou ao relvado acompanhado por familiares e amigos, aproveitando para tirar fotografias para mais tarde recordar. Felipe e Éder Militão também estão de saída do Dragão e despediram-se.

A saída de Brahimi do FC Porto ainda não é oficial, mas parece inevitável. O internacional argelino está no último ano de contrato, não renovou e está de saída. Foi, portanto, com um sinal de nostalgia que o extremo se despediu no sábado do Estádio do Dragão. No final do jogo, muito tempo depois de Fábio Veríssimo ter apitado pela última vez, e numa altura em que já não estava ninguém nas bancadas, Brahimi deslocou-se ao relvado rodeado de familiares e amigos.

Sorridente, tirou várias fotografias com quem o acompanhava, percorrendo o campo quase de um lado ao outro para registar aqueles momentos para mais tarde recordar. À saída do relvado, ficou ligeiramente para trás, sozinho, e acenou para as bancadas, em jeito de despedida. O argelino sabia que aquele podia ser mesmo o último momento numa casa onde está há cinco épocas, faltando apenas saber se no sábado, já depois de terminar a final da Taça de Portugal, irá anunciar oficialmente a saída do Dragão. Certo é que West Ham e Marselha estão atentos ao jogador, que nunca escondeu o desejo de experimentar o campeonato inglês ou voltar a jogar em França.

A final da Taça de Portugal vai assinalar a despedida de vários jogadores. Felipe é um deles. O central está a caminho do Atlético de Madrid e ontem a esposa de Alex Telles, Priscila Minuzzo, publicou uma fotografia com o central e com a esposa deste, com uma legenda esclarecedora. "Obrigada por esses anos de Dragão", podia ler-se.

Éder Militão também aproveitou as redes sociais para agradecer ao FC Porto. "Para sempre um dragão, para sempre minha casa", escreveu o central que já assinou pelo Real Madrid. Esta é a única saída oficializada.