As contas do FC Porto: Liga Europa não dá nem um terço da Champions

As contas do FC Porto: Liga Europa não dá nem um terço da Champions

Os dragões têm presença garantida na fase de grupos da Liga Europa, mas para arrecadar pouco mais de 20 milhões de euros é necessário chegar à final e vencer. A fase de grupos da Champions valeria o dobro.

Liga dos Campeões soa sempre a excelentes encaixes financeiros e, por essa razão, é uma das metas prioritárias dos maiores clubes europeus. O FC Porto não escondeu que aceder à fase de grupos era a primeira da temporada. A despedida, numa fase ainda incipiente desta prova, afastará os dragões da possibilidade de alcançar os prémios que desejavam para fazer face a um investimento que já excede os 62 milhões de euros. Na época passada, por exemplo, o FC Porto faturou 78,44 milhões de euros por ter chegado aos quartos de final. Na Liga Europa, nem a um terço pode aspirar.

As perspetivas financeiras na Liga Europa ficam muito aquém das oferecidas pela Liga dos Campeões. O montante máximo que estará acessível aos portistas é pouco superior a 20 milhões de euros. E, para isso, é obrigatório vencer a final da competição e conseguir triunfos suficientes na fase de grupos para se apurar em primeiro lugar. Ou seja, não chega a metade do prémio que o clube arrecadaria só por entrar na fase de grupos (acima de 40 M€). Fora o resto...

A Liga Europa está, pois, longe de ser um prémio de consolação para uma equipa que se habituara a uma longa sequência de presenças na Champions. Era, aliás, a par de Real Madrid e Barcelona, recordista de participações nesta prova milionária. O FC Porto de Sérgio Conceição goza apenas da vantagem de garantir o acesso direto à fase de grupos da Liga Europa, onde ainda não chegaram o V. Guimarães e o Braga, que estão bem lançados para chegarem ao play-off.

O FC Porto já não participava na Liga Europa desde 2010/11, época em que venceu uma final inédita, por ser contra o Braga. Os portistas, na altura comandados por André Villas-Boas, festejaram, em Dublin, o golo solitário de Falcao.