História a favor do FC Porto: vitória fora costuma dar festa em casa

História a favor do FC Porto: vitória fora costuma dar festa em casa
André Morais

Tópicos

Sampdória (em 1994/95) é a exceção que confirma uma regra que abre excelentes perspetivas ao dragão. Confrontos contra equipas russas também têm saldo amplamente favorável.

O triunfo em Krasnodar deixa o FC Porto à frente da eliminatória, mas a história de confrontos com russos e/ou de outras eliminatórias em que os dragões começaram por vencer fora alimenta ainda mais as expectativas de um apuramento para o último play-off de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Com efeito, em toda a história europeia do clube (ver infografia abaixo), o FC Porto saiu em vantagem após vitória fora de casa em 12 ocasiões e só numa delas (Sampdória em 1994/95) terminou eliminado. Mesmo assim, apenas nos penáltis, com o tobaguenho Latapy a falhar o decisivo. De resto, nos outros 11 confrontos, só mesmo o Sevilha (2010/11) se aproximou de uma surpresa e furou a lógica de uma segunda mão absolutamente tranquila.

Na grande maioria dos casos, os dragões repetiram na segunda mão o triunfo da primeira e isso também é importante na perspetiva do regresso imediato aos bons resultados, após o desaire em Barcelos do último fim de semana.

Se nos debruçarmos apenas sobre os jogos caseiros contra equipas russas, então o FC Porto também pode sorrir. Não houve qualquer eliminatória a registar com o primeiro jogo a se efetuado fora de casa. Mas de todos os jogos no Dragão, só a repetição de um não daria apuramento imediato à equipa portuguesa. Ainda assim, levaria a eliminatória para prolongamento.