Herrera: "Só a morte vai derrotar-me"

Herrera: "Só a morte vai derrotar-me"

Médio mexicano do FC Porto foi um dos destaques do triunfo da sua seleção sobre a Alemanha, no domingo.

Depois da histórica vitória do México sobre a Alemanha (1-0), no domingo, no primeiro jogo de ambas as seleções no Mundial'2018, Héctor Herrera aproveitou para deixar um comentário sobre a polémica que envolveu a equipa "azteca" durante o estágio de preparação para a competição.

"Como jogadores, estamos expostos a todas estas coisas. Tivemos dias difíceis como grupo e eu como pessoa, mas só a morte poderá derrotar-me e, até agora, ainda não chegou. Há que desfrutar desta paixão e deste desporto tão bonito, que não vou deixar de jogar à conta de situações fora do relvado. Como jogador e adepto estou orgulhoso de pertencer a este grupo e de ser mexicano", afirmou o médio do FC Porto, na zona mista do Estádio Luzhniki, em Moscovo.

Herrera foi um dos principais visados da polémica que envolveu os jogadores da "tricolor", que organizaram uma festa em dia de folga e que atraiu os holofotes da imprensa mundial. Sobre a vitória frente à campeão do Mundo em título e a união do grupo mexicano, salientou que "estão apenas a começar":

"O grupo sempre esteve unido, já o dissemos muitas vezes. O importante é trabalhar e hoje [domingo] demonstrámos isso mesmo, mas estamos apenas a começar. Há que desfrutar e pensar já no jogo que se segue", completou o jogador.