"Há jogadores que têm de perceber o que é a identidade do FC Porto"

"Há jogadores que têm de perceber o que é a identidade do FC Porto"

Sérgio Conceição criticou a falta de "concentração" e "agressividade" dos seus jogadores em alguns momentos do jogo e destacou pela negativa a diferença entre o onze inicial e a equipa que terminou o encontro.

Sérgio Conceição referiu a falta de concentração e agressividade em alguns momentos do jogo - especialmente no lance que originou o golo do empate do Sporting - como aspetos negativos da exibição do FC Porto, apesar de considerar que os dragões fizeram um bom jogo. O treinador deixou ainda uma mensagem para os jogadores que "têm de perceber o que é a identidade do FC Porto".

"Refiro-me a jogadores que têm de perceber que a concentração competitiva tem de ser máxima, a agressividade, com e sem bola, têm de estar no máximo. Essa faz parte da identidade da equipa. A agressividade é importante e quando se tem bola e saímos para o ataque, não podemos perde-la. Perdemos aqui dois pontos", atirou na conferência de imprensa após o clássico.

"Acho que merecíamos mais do que o empate. Não vivemos de nenhuma vitória moral, nem eu quero isso, mas temos que fazer para conseguir ganhar jogos. Somos os campeões nacionais, mas isso é passado, temos de fazer mais do que fizemos hoje. Houve um comportamento geral que não foi mau, a equipa esteve bem, mas houve momentos em que não gostei. Assumo a responsabilidade, não estou contente. Quando o onze base começou a ficar cansado, tive de refrescar, e viram a diferença de quem estava dentro e fora. Independentemente de serem jogadores com qualidade, vêm para o nosso campeonato e têm de perceber o que é a identidade do FC Porto", acrescentou.