Francisco J. Marques: "Há imagens de cimento recente, parece que foi alvo de remendos"

Francisco J. Marques: "Há imagens de cimento recente, parece que foi alvo de remendos"

Diretor de comunicação do FC Porto comentou a situação que deu origem à suspensão do jogo entre dragões e o Estoril, depois de uma bancada ter cedido no decorrer da partida.

Francisco J. Marques comentou a situação que deu origem à suspensão do jogo entre Estoril e FC Porto, depois de uma bancada do Estádio António Coimbra da Mota ter cedido ao intervalo da partida da última segunda-feira.

"Milhares de adeptos do FC Porto viveram uma situação de risco que felizmente terminou sem danos para ninguém. É de enaltecer mais uma vez o comportamento dos adeptos do nosso clube, que naquele momento de aflição e pânico, porque foi isso que se gerou quando se soube que a bancada podia cair, conseguiram sair de forma ordeira sem gerar mais problemas do que a situação já manifestava", começou por dizer o diretor de comunicação do FC Porto no programa Universo Porto da Bancada.

"Em relação aos regulamentos, se se demonstrar que há uma responsabilidade do Estoril, naturalmente os regulamentos devem cumprir-se. O artigo 94 é claríssimo quanto a isso. Está em curso uma investigação do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), entidade independente e muito prestigiada que, de alguma maneira, é garantia de independência e isenção para a avaliação correta do problema. As imagens que desde ontem começaram a circular são de facto muito preocupantes. Há imagens de cimento recente, aquilo parece que foi alvo de remendos, algo que parece indiciar que era do conhecimento dos responsáveis do clube. Resta esperar", referiu.