"Foi pedir que os jogadores do Benfica não fossem à Seleção estando lá o Otávio"

"Foi pedir que os jogadores do Benfica não fossem à Seleção estando lá o Otávio"

Declarações de Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, esta terça-feira no Porto Canal

A decisão do Benfica, conhecida esta terça-feira, de avançar com uma queixa ao Conselho de Disciplina da FPF contra quatro jogadores do FC Porto - Otávio, Fábio Cardoso, Manafé e Diogo Costa -, foi comentada esta noite por Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos dragões. Em causa, recorde-se, estão cânticos considerados insultuosos nas celebrações do título de campeão dos portistas, após a conclusão da Liga Bwin 2021/22.

"Era uma coisa que devia ser privada, mas infelizmente extravasou para as redes sociais e não devia ter acontecido. Querem fazer disso um caso... Sempre a tentarem denegrir o FC Porto e as suas conquistas", disse o diretor do FC Porto, que antes não deixou de criticar o que tem sido dito sobre o assunto.

"Já em fim de festa, houve aquela imagem do Otávio e do Fábio Cardoso e estão a tentar fazer disso um caso. Ontem, ouvi na rádio o Telmo Correia irritadíssimo com isso, mas nunca o vi irritadíssimo com assobios a imitar very lights, que são sucessivamente feitos pela claque do Benfica nos jogos com o Sporting, numa situação que parodia a morte de um adepto da equipa adversária. E nunca o vi censurar isso", recordou.

"O João Vaz Frade foi pedir que os jogadores do Benfica não fossem à Seleção Nacional estando lá o Otávio. Nem sequer precisava de pedir, porque o Otávio estava na Seleção e não estava nenhum [jogador] do Benfica. Foi isso que aconteceu na última convocatória. Sinceramente, espero que isso não seja para prosseguir. Espero que o Benfica volte a ter jogadores na Seleção Nacional, porque podem contribuir para o sucesso da Seleção. Mas pessoas que foram incapazes de dizer uma palavra de tanta coisa que aconteceu, essa sim, muito grave, que causaram mortes, e vêm agora virgens ofendidas numa coisa que se diz em fim de festa?", concluiu.