Fernando recorda FC Porto: "Saltei de um pequeno clube para um de topo na Europa"

Fernando recorda FC Porto: "Saltei de um pequeno clube para um de topo na Europa"

Médio canarinho, celebrizado na Invicta como "O Polvo", confessou que, há 14 anos, não esperava sair do Brasil para vestir a camisola portista

Corria 2007 quando Fernando Reges, a despontar no humilde Vila Nova e integrado na seleção sub-20 do país, tornou-se um alvo (e futebolista) do FC Porto. Ao saber do interesse portista, o trinco canarinho não teve dúvidas, pese a cobiça interna, de que passo queria dar numa carreira que se tornaria de muito sucesso.

"Havia clubes da primeira divisão do Brasil que me queriam, mas optei logo pelo Porto. Não tive dúvidas. Quando chegou o FC Porto, pensei que podia dar um salto e fui muito rápido. Saltei de um pequeno clube para um de topo na Europa", afirmou.

Em entrevista ao 'El Desmarque', Fernando admitiu que estava longe de imaginar que serviria um clube com tamanha reputação internacional, reforçada, em 2003 e 2004, com as conquistas da Taça UEFA e da Liga dos Campeões. "Não pensei mesmo que um clube como o FC Porto me quisesse comprar", disse.

"O Polvo", alcunha pela qual ficou celebremente conhecido na Invicta, dada os vistosos desempenhos em campo, impôs-se no FC Porto a partir de 2008 - após um empréstimo ao E. Amadora no anterior -, tendo feito 236 jogos em seis épocas.

Para gáudio do público portista, Fernando ajudou a enriquecer a vitrine do Estádio do Dragão ao participar ativamente na conquista de quatro campeonatos nacionais, três Taças de Portugal, cinco Supertaças e, como feito maior, uma Liga Europa (2011).

O nível demonstrado motivou o Manchester City a adquirir o médio em 2014, clube inglês que representou até 2017, antes de partir para o Galatasaray durante dois anos. Atualmente, Fernando cumpre a terceira época no Sevilha.