FC Porto perde com o Atlético e diz adeus à Youth League desta época

FC Porto perde com o Atlético e diz adeus à Youth League desta época

O FC Porto foi derrotado esta terça-feira com o Atlético de Madrid (2-1) e acabou eliminado da competição.

O FC Porto falhou esta terça-feira o apuramento para os oitavos de final da UEFA Youth League após perder, em Vila Nova de Gaia, com o Atlético de Madrid, por 2-1, na sexta e última jornada do Grupo B.

Aos dragões, campeões em 2019, e que tinham vencido em Madrid, por 2-1, bastava um empate para manter o segundo lugar - seriam obrigados a um play-off contra uma equipa oriunda do caminho dos campeões -, contudo os espanhóis foram mais serenos e eficazes.

Os azuis e brancos entraram decididos a pegar no jogo, no entanto não criavam perigo ante um Atlético de Madrid seguro e que foi bem-sucedido logo no seu remate inaugural à baliza, aos 18 minutos.

Na sequência de um canto na esquerda, Carlos Martin desviou de cabeça ao primeiro poste e o defesa cipriota Ilias Kostis, sozinho ao segundo, só teve de encostar para o 1-0.

Com uma equipa solidária e exímia a tapar as investidas dos portistas, o conjunto português só aos 44 minutos ameaçou, mas o forte remate de Diogo Abreu, à entrada da área, foi desviado por um defesa, para canto.

O empate 1-1 do já apurado Liverpool em Milão, em encontro que principiou uma hora mais cedo, permitia aos "azuis e brancos" saber, ao intervalo, que ganhariam o grupo em caso de triunfo.

Aos 53, Javier Boñar puxou o braço de Gabriel Brás na área, com o árbitro a assinalar penálti, que Diogo Abreu converteu no 1-1, colocando, provisoriamente, os portuenses novamente na segunda posição.

Ao caírem para terceiro, posição na qual iniciaram o encontro, os colchoneros subiram no terreno e aproveitaram uma falha defensiva para voltarem ao comando, mantendo o pleno de eficácia.

Aos 65 minutos, Oscar González surgiu sem marcação, na esquerda, cruzando para a entrada de Carlos Martin, que se antecipou ao seu marcador direto.

Aos 70, os portistas ainda reclamaram carga irregular, pelas costas, a Rui Monteiro, sozinho na cara do guarda-redes, mas o "juiz" nada assinalou.

Com chuva persistente e o terreno algo pesado, os pupilos de José Tavares nunca conseguiram ultrapassar o bem organizado Atlético de Madrid, que aos 90+3 poderia ter feito o 3-1, não fosse a boa intervenção do guarda-redes.

No lance seguinte, confusão na área contrária e David Vinhas, com o guarda-redes fora da baliza, atirou a qualificação para as nuvens.

Nos Países Baixos, e com um triunfo em Amesterdão frente ao Ajax, por 3-2, o Sporting qualificou-se para os oitavos de final, como primeiro classificado no Grupo C, enquanto o Benfica conseguirá o mesmo êxito na poule E se na quarta-feira vencer em casa o Dínamo Kiev.