FC Porto de calculadora na mão vê-se obrigado a contrariar a história

FC Porto de calculadora na mão vê-se obrigado a contrariar a história

Derrota em casa do Rangers deixa a equipa de Sérgio Conceição sem qualquer margem de erro.

A segunda derrota seguida fora de casa - não acontecia há oito anos, quando foram derrotados pelos russos do Zenit e pelos cipriotas do APOEL, também na Liga Europa - deixa os dragões de calculadora na mão, mas ainda a depender apenas de si próprios para se apurarem.

A história, porém, não é favorável. Com um máximo de quatro pontos à partida para a quinta jornada, só por uma vez a equipa seguiu em frente: na Liga dos Campeões de 2004/05. Para já torna-se imperativo vencer na Suíça, na próxima ronda. Depois, tudo se decidirá na última, podendo acontecer que FC Porto, Rangers e Young Boys terminem com dez pontos.

Os dragões, recorde-se, perderam por 2-0 em Glasgow. O Grupo G é liderado por Young Boys e Rangers, com sete pontos, enquanto Feyenoord e FC Porto totalizam quatro.