Fábio Silva e Tomás Esteves entre os 60 maiores talentos do futebol mundial

Fábio Silva e Tomás Esteves entre os 60 maiores talentos do futebol mundial

Os dois jogadores do FC Porto estão na lista "Next Generation 2019" que inclui os maiores talentos do futebol mundial nascidos em 2002 e que é elaborada pelo jornal "The Guardian"

Fábio Silva e Tomás Esteves, ambos do FC Porto, integram a lista dos 60 maiores talentos do futebol mundial nascidos em 2002, Elaborada pelo jornal inglês The Guardian, a "Next Generation" foi criada em 2014 ano em que Rúben Neves, então nos sub-17 do portistas era apontado como um dos futuros craques.

Na notícia daquele jornal inglês, Fábio Silva, o mais jovem de sempre a estrear-se como titular no FC Porto, é definido como um "matador com cara de bebé" cujo visual "inocente" esconde um "avançado muito completo: é versátil, muito hábil e implacável em frente à baliza".

Já sobre o lateral direito, que também convenceu Conceição a integrar o plantel principal, o "The Guardian" recorda que ficou com a "lendária camisola número 2" e descreve-o como "um jogador com uma energia inesgotável". É ainda destacada a "soberba habilidade técnica" e a "inteligência tática" do jovem portista.

A lista completa dos 60 talentos que integram a "Next Generation 2019" é a seguinte:

Adel Belkacem Bouzida (Paradou AC), Zito Luvumbo (Primeiro de Agosto), Bruno Amione (Belgrano), Matías Palacios (San Lorenzo), Alan Velasco (Independiente), Noah Botic (Hoffenheim), Jérémy Doku (Anderlecht), Marco Kana (Anderlecht), Yan Couto (Coritiba), Talles Magno (Vasco da Gama), Reiner (Flamengo), Steve Regis Mvoué (Azur Star de Yaoundé), Camilo Mena (Tigres), Josko Gvardiol (Díanmo Zagreb), Adam Hlozek (Sparta Praga), Mohammed Daramy (Copenhaga), Johan Mina (Emelec), Taylor Harwood-Bellis (Manchester City), Yunus Musah (Valência), Lucien Agoune (Inter), Adil Aouchiche (PSG), Eduardo Camavinga (Rennes), Nianzou Tanguy Kouassi (PSG), Gerginio Rutter (Rennes), Karim Adeyemi (Liefering), Lazar Samardzic (Hertha Berlim), Malik Tillman (Bayern Munique), Ronaldo Shani (Atromitos), Djibril Fandjé Toure (sem clube), Andri Lucas Gudjohnsen (Real Madrid), Riccardo Calafiori (Roma), Sebastiano Esposito (Inter de Milão), Manuel Gasparini (Udinese), Jun Nishikawa (Cerezo Osaka), Luqman Hakim (Programa de desenvolvimento do futebol da Malásia), Efraín Álvarez (La Galaxy), Ryan Gravenberch (Ajax), Mohamed Ihattaren (PSV Eindhoven), Alessandro Burlamaqui (Espanhol), Filip Marchwinski (Lech Poznan), Tomás Esteves (FC Porto), Fábio Silva (FC Porto), Catalin Cirjan (Arsenal), Aaron Hickey (Hearts), Aliou Badara Baldé (Diambars FC), Filip Stevanovic (Partizan), Ansu Fati (Barcelona), Pablo Moreno (Juventus), Pedri (Las Palmas), Germán Valera (Atlético de Madrid), Tim Prica (Malmo), Khasanov Mukhriddin (Parvoz), Suphanat Mueanta (Buriram United), Mustafa Kapi (Galatasaray), Muhammed Emin Sarikaya (Basaksehir), Gianluca Busio (Sporting Kansas City), Giovanni Reyna (Borussia Dortmund), Matías Arezo (River Plate), Juan Manuel Gutiérrez (Danubio) e Jasurbek Jaloliddinov (Bunyodkor).