"Eu ia para a avenida festejar a Volta a Portugal"

"Eu ia para a avenida festejar a Volta a Portugal"

Luís Gonçalves, diretor geral do FC Porto, foi entrevistado no Porto Canal

O regresso ao FC Porto: "Imaginem estar longe, em Kiev, e receber um telefonema e do outro lado ouvir: "Pinto da Costa". Na minha cabeça nunca pensei que o presidente me ia convidar. Pensei que me ia perguntar por um ou outro jogador, pensei isso sinceramente. Foi então que me falou em vir para o FC Porto. Tremi, conversamos um bocado, o meu coração saltou logo. Tinha uma excelente ligação com as pessoas do Shakhtar, tenho ainda hoje amizade com os responsáveis do clube, mas no dia seguinte liguei ao presidente e decidi vir"

O FC Porto vencedor: "Eu vivi no tempo em que o FC Porto não ganhava. Há gente nova que reclama , mas esquece-se que o FC Porto passou muito tempo sem ganhar. Eu ia para a avenida festejar o Torneio de Limoges e a Volta a Portugal. Gostava de ver o FC Porto campeão europeu, outra vez. Mas para já quero ver o FC Porto ganhar cá para ver Lisboa mais triste. Faz parte de mim, sou nortenho ferrenho"

Sem adeptos: "Não percebo que não haja público, O presidente tem dito isso, ele fala melhor do que eu sobre isso. é o momento de se pensar nisso para a nova época, é importante sentir o apoio do que gostam de nós. o futebol sem público não é fácil."