"Estranho é a sucessão de erros não merecer uma palavra do Conselho de Arbitragem"

"Estranho é a sucessão de erros não merecer uma palavra do Conselho de Arbitragem"
Redação

Tópicos

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, esteve esta quinta-feira no Porto Canal

Ameaças: "Toda a gente censura este tipo de comportamentos. São casos de polícia, tenho centenas de ameaças de morte, tenho-as aqui guardadas, mas não vou fazer um comunicado. Quem quer fazer mal a alguém não ameaça, não telefona a avisar, não faz um post numa rede social. Sempre que há uma situação de perigo, não há uma ameaça prévia. Isto são casos de polícia e as autoridades devem agir, seja com Luís Godinho, seja com qualquer outro cidadão."

Silêncio do Conselho de Arbitragem: "O que é estranho é esta sucessão de erros não merecer uma palavra do Conselho de Arbitragem. O que é que isto quer dizer? Que dizer que está tudo bem para o Conselho de Arbitragem? Cegueira? Já outras vezes o Conselho de Arbitragem pronunciou-se, mas quando envolve o FC Porto nunca diz nada, só para dizer contra. Nunca até hoje o Conselho de Arbitragem reconheceu um erro contra o FC Porto. Este caldo de cultura que se instalou no país faz com que os árbitros tenham mais receio de beneficiar o FC Porto e então acabam por prejudicar."