Entre elogios e alertas, o desejo de Pepe: "Só me falta um título na prateleira"

Entre elogios e alertas, o desejo de Pepe: "Só me falta um título na prateleira"

Internacional português vê muita qualidade na Seleção Nacional e novos talentos prontos a ajudar.

Em entrevista à TNT Sports Brasil, Pepe elogia a qualidade da seleção portuguesa e dos talentos emergentes, mas alerta que o talento não é tudo.

Seleção portuguesa tem possibilidades para vencer o Mundial? "De qualidade, sim. Só a qualidade não chega. Se não tivermos rigor e paixão naquilo que fazemos, a qualidade fica para segundo plano. Mas se conseguirmos juntar tudo num só, obviamente temos uma grande seleção. O mister Fernando Santos deixa-nos isso muito claro. Além da equipa principal, hoje temos jogadores nos sub-21 com muita qualidade e, se calhar, podiam estar na principal. O selecionador incute esses valores na seleção e assim temos mais possibilidades de ganhar. Falta o Mundial na minha prateleira. É o único título que me falta, disputei três Mundiais, vamos ver se consigo estar no quarto. O FC Porto dá-me essa possibilidade de poder voltar à seleção."

Entre o sotaque português e brasileiro: "Sinceramente nem penso muito nisso. Quando cheguei, houve palavras que me faziam confusão, como talho (açouge), malta (galera), tipo rapariga (moça, garota, menina). Mas depois, com o passar dos anos, torna-se natural. A minha filha mais nova vê muitos canais do Brasil e ela puxa na brincadeira pelo sotaque brasileiro. Se estiver com a minha família no Brasil venho com o sotaque deles, muda um pouco, mas é natural. O Cristiano Ronaldo, por exemplo, dizia que quando eu voltava de férias já tinha esquecido o português de Portugal. Dizia que já falava o português do Brasil."