Empresário viajou para os Estados Unidos para defender Corona: "Nunca fez tal coisa"

Empresário viajou para os Estados Unidos para defender Corona: "Nunca fez tal coisa"

Empresário do mexicano defendeu o jogador do FC Porto, que não se juntou à seleção do México para os jogos de preparação devido a lesão

Matías Bunge, empresário de Jesús Corona, viajou até aos Estados Unidos para reunir com a seleção mexicana devido ao "caso" que se gerou em torno do jogador do FC Porto. O mexicano não se juntou à seleção devido a uma lesão, tendo ficado no Porto para recuperar. A atitude, diga-se, não agradou à Tricolor.

"Foi uma semana tensa por tudo o que se está a dizer, mas falamos com as pessoas da Federação e entenderam um pouco o que se está a passar. Falou-se que Tecatito estava a dizer que não à seleção, mas nunca fez tal coisa. Simplesmente está lesionado. Já falamos com eles e veremos o que vai acontecer no futuro. Os médicos da seleção também vão viajar até Portugal para falar com os médicos do FC Porto e administrar o melhor tratamento possível", afirmou o empresário, em declarações ao jornal Marca.

Quanto à "ameaça" do selecionador mexicano, Tata Martino, sobre possíveis repercussões para Corona, Bunge respondeu. "A informação não foi gerida no período adequado, mas também foi por isso que viemos cá, para poder esclarecer esta situação. Depois dependerá de Tata, mas Tecatito está sempre pronto a vestir a camisola da seleção", atirou.

O empresário do jogador falou também sobre a renovação com o FC Porto. "Tecatito renovou, o FC Porto está muito contente com o seu trabalho. Vêm aí momentos importantes para o clube e precisam que esteja bem recuperado", considerou.