Dragões processam Carlos Abreu Amorim

Dragões processam Carlos Abreu Amorim

FC Porto reagiu às fortes críticas do deputado do PSD e entregou o caso ao Departamento Jurídico.

Carlos Abreu Amorim, deputado do PSD e adepto do FC Porto que criticou fortemente a direção dos dragões, mereceu esta segunda-feira uma reação do clube azul e branco, que vai agir judicialmente. "O direito à crítica, favorável ou desfavorável, é inalienável e o FC Porto aceita-o, fazendo parte do escrutínio que a atividade pública pressupõe. Outra coisa bem diferente é fazer acusações falsas, infundadas e sem qualquer respeito pelas instituições e que põe em causa a honorabilidade de quem a representa, como aconteceu com o deputado Carlos Abreu Amorim, vice-presidente do Grupo Parlamentar do PSD, com especiais responsabilidades dadas as funções que exerce", escreveu o clube no site oficial.

"Posto isto, entendeu a Direção do FC Porto e a Administração da SAD:

1 - Remeter para o Conselho Fiscal e Disciplinar as afirmações de Carlos Abreu Amorim, escritas na rede social Facebook e difundidas pela generalidade da Comunicação Social, em especial quando afirma: "...com uma Direção acomodada... sobretudo, pejada de nepotismo e de milionários que enriqueceram no clube e sem causa".

2 - A Direção deu instruções ao Departamento Jurídico para responsabilizar judicialmente o vice-presidente do Grupo Parlamentar do PSD Carlos Abreu Amorim pelas declarações acima referidas", informou o FC Porto.