Dragão celebra 16.º aniversário com registo imaculado no campeonato

Dragão celebra 16.º aniversário com registo imaculado no campeonato
Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

Estádio do FC Porto foi inaugurado em 2003 e, esta temporada, é um dos sete das principais ligas europeias que têm um registo imaculado (só vitórias) na respetiva prova doméstica

O Dragão celebra este sábado o 16.º aniversário da sua inauguração como um dos poucos estádios das principais ligas europeias com um registo imaculado em jogos a contar para o campeonato.

Foram cinco vitórias do FC Porto em cinco jornadas (V. Setúbal, V. Guimarães, Santa Clara, Famalicão e Aves), 13 golos marcados e nenhum sofrido.

Só a Ghelamco Arena (Gent/Bélgica), a Arena de Amesterdão (Ajax/Holanda), o Camp Nou (Barcelona/Espanha), Anfield (Liverpool/Inglaterra), o Estádio Karaiskákis (Olympiacos/Grécia) e o Allianz Stadium (Juventus/Itália) também apresentam um registo cem por cento vitorioso do respetivo proprietário no campeonato, mas todos com golos sofridos.

Apesar deste sucesso, a média de assistências regista uma quebra em comparação com a época passada, que, entre outras razões, pode ser explicada pela saída da equipa da Liga dos Campeões para a Liga Europa.

Nos primeiros nove encontros desta temporada, o Dragão apresenta uma média de 37 501 espectadores, tendo o embate com o Krasnodar (Champions) sido aquele que teve o maior número de público (48 520) e do Santa Clara (Taça da Liga) o menor (25 004).

Ao longo do último ano, o estádio portista sofreu algumas transformações (recebeu um tapete novo) e acrescentou mais uma grande competição internacional ao extenso currículo. O recinto recebeu a primeira final da história da Liga das Nações, ganha por Portugal, no que pode ser interpretado como um ensaio para outra grande prova que acolherá em 2020: a Supertaça Europeia. Se triunfarem na Liga Europa, os dragões até podem ser um dos participantes. Antes, porém, esperam festejar o título da I Liga.