Dois minutos, 44 passes e 87 toques resumem um "bailado" no Benfica-FC Porto

Dois minutos, 44 passes e 87 toques resumem um "bailado" no Benfica-FC Porto

O lance começou em Uribe e acabou numa má entrega de Pepe. Pelo meio, todos os portistas tocaram na bola: foram 44 passes até ao Benfica a recuperar

O FC Porto venceu o clássico e saiu da Luz com a moral em alta depois de, na opinião de Sérgio Conceição, ter feito o "melhor jogo" em casa do arqui-rival devido a um "domínio categórico".

Na parte final da partida houve uma jogada que traduz bem a forma como os dragões se superiorizaram no clássico. Durante quase dois minutos, o FC Porto teve a bola em seu poder, sem que qualquer jogador do Benfica - que nessa altura já estava reduzido a dez elementos devido à lesão de Chiquinho - a tivesse conseguido roubar ou sequer intercetar.

Foram 44 passes, 87 toques na bola durante um minuto e 52 segundos. O lance começou em Uribe, no meio-campo ofensivo, e terminou com uma má entrega de Pepe, já depois de todos os 11 elementos do FC Porto terem tocado na bola pelo menos uma vez.

Os adeptos portistas que foram a Lisboa assistir ao clássico deliciaram-se com esse momento e o vídeo rapidamente se tornou viral nas redes sociais. Entusiasmados pela vantagem conseguida pouco tempo antes, por intermédio de Marega, os SuperDragões entoaram "olés" a cada passe, com Corona a ser o responsável pelo maior número de reações.

O mexicano efetuou oito dos 44 passes, com Pepe e Otávio a surgirem a seguir, com seis. Como já dissemos, todos os 11 portistas em campo fizeram passes, sendo que Tiquinho Soares foi o menos solicitado pelos companheiros. O avançado recebeu a bola apenas uma vez e fez um passe.

A bola circulou entre a defesa e o meio campo ofensivo, andou entre a direita e a esquerda, mas nunca se aproximou da baliza de Vlachodimos. Afinal, o objetivo, por essa altura, era controlar o jogo em posse, à espera que o cronómetro se aproximasse do final.

Marchesín, que saiu do clássico sem ser obrigado a fazer qualquer defesa - os únicos remates enquadrados dos encarnados foram anulados por fora de jogo - também participou neste lance, com três receções e três passes certos. E quase dois minutos depois, o Benfica conseguiu recuperar a bola...

Veja um excerto da extensa jogada: