Declarações em Braga valem participações contra Sérgio Conceição e Pepe

Declarações em Braga valem participações contra Sérgio Conceição e Pepe

APAF fez queixa ao Conselho de Disciplina. O procedimento é seguido "sempre que for colocada em causa a seriedade dos árbitros", referiu Luciano Gonçalves em outubro de 2021.

As declarações de Pepe e Sérgio Conceição sobre a atuação do árbitro Hugo Miguel no Braga-FC Porto levaram a APAF a avançar com participações, junto do Conselho de Disciplina (CD) da FPF, contra o capitão e treinador dos dragões.

Um procedimento que, de resto, tem sido seguido "sempre que for colocada em causa a seriedade dos árbitros", como Luciano Gonçalves deu conta em outubro de 2021, na sequência de outras participações. Nesse sentido, O JOGO sabe que, na semana passada, o organismo avançou, por exemplo, com três queixas contra o Benfica, após o dérbi das águias com o Sporting, que motivou queixas dos encarnados.

Caberá, agora, ao Conselho de Disciplina avaliar a participação interposta pela APAF.

Recorde-se que, na segunda-feira, Conceição referiu que Hugo Miguel "não tem qualidade para apitar jogos com alguma pressão". "Sinceramente fica-me difícil encontrar palavras. No ano passado, a quatro jornadas do fim [n.d.r: a seis jornadas do fim, em Moreira de Cónegos], tivemos o mesmo árbitro que teve muita dificuldade no jogo. Hoje era um jogo grande, que podia decidir um título e metem um árbitro que não tem qualidade para apitar jogos com alguma pressão. Tem tido azar connosco, tem errado sempre contra nós. E contra isso não podemos fazer nada", assinalou o técnico portista. Pepe, na zona de entrevistas rápidas, também criticou: "O jogo ficou marcado pela primeira parte. Fala-se muito dos árbitros, do Mehdi [Taremi]... O árbitro veio condicionado e saiu completamente condicionado. Não posso falar muito, porque, caso contrário, vou apanhar mais jogos."