Oficial: Danilo renovou com o FC Porto e cláusula de rescisão subiu

Oficial: Danilo renovou com o FC Porto e cláusula de rescisão subiu
André Morais/Bruno Filipe Monteiro

Tópicos

Como O JOGO adiantou na edição desta quinta-feira, 60 milhões de euros é o valor da nova cláusula de rescisão do médio, que no contrato anterior estava blindado "apenas" por 40 milhões.

Danilo renovou com o FC Porto até 30 de junho de 2022. Ao que O JOGO apurou, o entendimento entre as partes foi alcançado em novembro e, no dia 24 desse mês, o novo contrato foi assinado. Mas o novo vínculo entrou apenas em vigor no primeiro dia de janeiro. O prolongamento da ligação, que inicialmente expirava no final da temporada de 2018/19, inclui a óbvia melhoria do vencimento anual do internacional português e ainda o aumento da cláusula de rescisão dos 40 para os 60 milhões de euros (iguala o valor mais alto do plantel). O FC Porto confirmou esta informação esta quinta-feira, através de nota publicada no site oficial do clube.

A decisão da SAD do FC Porto em esticar o contrato de Danilo por mais três temporadas foi um prémio para o rendimento do médio e para o impacto que este tem causado em época e meia no clube. Mas não só. Numa altura em que muito se fala sobre o interesse de clubes estrangeiros no luso-guineense - Manchester United e Arsenal foram apenas os mais recentes -, a sociedade azul e branca quis dar um sinal aos interessados de que não admite perdê-lo. Pelo menos no imediato. No final da época, logo se verá o que sucede, até porque os dragões têm consciência da necessidade de encaixar algum dinheiro com transferências, no sentido de equilibrar as contas e cumprir as normas do fair play financeiro imposto pela UEFA, e o internacional português é um dos mais bem cotados além-fronteiras. No entanto, os trunfos com que Pinto da Costa negociará daqui em diante são mais fortes.