Danilo e a arbitragem: "Temos de dar mais do que os outros"

Danilo e a arbitragem: "Temos de dar mais do que os outros"

Médio do FC Porto falou sobre a arbitragem do FC Porto-Chaves e assumiu alguma frustração por se sentir "prejudicado".

Danilo Pereira esteve em destaque no último jogo do FC Porto antes das mini-férias de Natal, marcando o golo com que os dragões bateram o Chaves, por 2-1, depois de estarem em desvantagem. No aeroporto, o médio falou aos jornalistas e admitiu que ele próprio e os colegas sentem que "têm de dar mais do que os adversários", porque se sentem prejudicados.

"Senti-me prejudicado neste jogo [com o Chaves], mas são coisas que acontecem, não acredito que os árbitros queiram prejudicar uma equipa, mas há erros flagrantes. Se o presidente diz que são 15 [penáltis] há que acreditar nele", afirmou Danilo, aludindo às críticas de Pinto da Costa que se seguiram ao apito final do juiz Vasco Santos.

Relativamente à série de jogos que o FC Porto atravessou sem conseguir marcar qualquer golo, Danilo falou em "questão mental", mas destacou a postura dos adeptos:

"Era uma questão mental. Faltavam os golos, porque fizemos boas exibições, mas nem aí os adeptos viraram-se contra nós", acrescentou.

Quanto à disputa do título, o jogador recusa falar em "disputa a dois", entre o FC Porto e o Benfica, e até destaca o Braga, atual terceiro classificado da I Liga:

"Não acredito que seja uma luta a dois, até porque atrás de nós está o Braga. O campeonato é muito longo e não nos podemos focar só em duas equipas", referiu o internacional português, que classificou 2016 como "um ano de sonho", dado que conquistou o campeonato da Europa ao serviço da Seleção Nacional.