Contrato acaba quinta-feira e FC Porto está à espera que Mbemba ceda

Contrato acaba quinta-feira e FC Porto está à espera que Mbemba ceda

Portistas tentaram nova abordagem, mas ainda esbarram nas exigências financeiras do congolês

O tempo afigura-se como o maior parceiro do FC Porto na tentativa de renovar com Mbemba. Quantos mais dias passarem sem o central se comprometer com outro emblema, mais oportunidades terão os dragões para convencer o congolês a baixar as exigências financeiras que tem colocado para assinar. Ainda ontem o defesa voltou a ser associado à Fiorentina pela Imprensa italiana, mas o problema desaguou no mesmo de sempre: dinheiro.

Chancel vai apontando para um vencimento ligeiramente acima dos três milhões de euros limpos anuais e, por enquanto, não baixa desse número. Mas à medida que os potenciais interessados se vão colocando de lado, assustados com o valor atirado para cima da mesa - o Bétis, por exemplo, foi um deles -, o jogador de 27 anos poderá acabar por ceder... se quiser continuar a jogar no futebol europeu. É com isso que a sociedade portista tenta jogar agora, depois de lhe ter apresentado uma proposta um pouco acima dos dois milhões de euros, ou seja, no limite do que entende como razoável.

Os contactos com Mbemba têm-se sucedido, com o objetivo de o persuadir a continuar. Depois de nas últimas temporadas ter sido um dos mais utilizados, o defesa sabe que é bastante apreciado por Sérgio Conceição e que no FC Porto teria a oportunidade de lutar por títulos e disputar a maior prova de clubes do mundo (Liga dos Campeões). Os argumentos desportivos são fortes, mas a questão económica também pesa para o congolês, pelo que, mesmo não sendo um caso definitivamente encerrado, a esperança num desfecho favorável para os dragões vai-se mantendo em níveis relativamente baixos.