Conceição emocionado com o golo de Fernando Andrade: "Espelha o que é o nosso balneário"

Conceição emocionado com o golo de Fernando Andrade: "Espelha o que é o nosso balneário"

Declarações de Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, após o triunfo por 2-0 sobre o Estoril na 34.ª e última jornada da Liga Bwin.

Praticamente o mesmo onze do jogo com o Benfica: "Não podemos parar. Olhei para a equipa que me dava mais garantias para este jogo. Também claramente a pensar no jogo da final da taça, que é o mais importante, mas nunca preparando dois jogos ao mesmo tempo. Jogou praticamente o mesmo onze, executando o guarda-redes. Mereciam entrar como campeões estes jogadores que entraram de início, a minha vontade era utiliza-los todos neste jogo. Dedicação máxima, o espírito é fantástico. O que resume isso foi quando o Fernando fez golo, a alegria de cada um era tão grande como a do Fernando. Espelha bem o que é o nosso balneário."

Golo de Fernando Andrade: "Senti-me emocionado. O Fernando fez aqui um início de época muito bom, saiu, magoou-se com gravidade, pediram-me se era possível fazer a recuperação no FC Porto, disse claro que sim, fez, era um de nós e continuou a ser. Acompanhámos estes meses de grande sofrimento e dedicação e sempre com um espírito fantástico. Tem um espírito fabuloso. Daí este prémio. Merecido. Não dou nada a ninguém por acaso. Meixedo, Cláudio Ramos, Rúben Semedo, Fernando Andrade tiveram o que mereceram. São campeões também."

Adeptos: "É o condimento que faltou. Eles estavam todos contentes, eu também, de ser campeão há dois anos, mas agora temos aqui obviamente todos os condimentos que fazem desta festa uma festa ainda mais bonita."

O que os seus pais lhe diriam se visse o filho três vezes campeão nacional em cinco anos? "Diziam-me que valeu a pena o imenso sacrifício que eles fizeram para me criar e educar, a mim e aos meus irmãos. Prometi-lhes, cada dia para mim era uma justificação para ser melhor homem, naquilo que fizesse. o melhor profissional possível. Dedicação máxima para agradecer e dedicar-lhes. Estão diariamente comigo, nos meus pensamentos. Partiram, não estão fisicamente cá, mas estão sempre comigo."