Comissão da recandidatura de Pinto da Costa aponta já a 2024

Comissão da recandidatura de Pinto da Costa aponta já a 2024

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

No dia em que foi oficializada a recandidatura de Pinto da Costa, a comissão de apoio não descarta regressar em 2024. "Se daqui a quatro anos, Pinto da Costa ainda estiver com capacidades e saúde, vou apoiá-lo outra vez à candidatura"

Comissão de recandidatura de Pinto da Costa oficializou, esta segunda-feira, nova presença do atual presidente no ato eleitoral do FC Porto, desta feita para o quadriénio de 2020-2024. "Depois de uma análise ponderada aos últimos quatro anos, que não têm sido fáceis, sobretudo no que diz respeito ao futebol com apenas um título nacional, bem como à situação financeira da SAD, consideramos que as próximas eleições são fundamenteis para o FC Porto. Estes quatro anos não correram como pretendíamos, mas mantemos a absoluta confiança de que Pinto da Costa vai devolver a hegemonia plena do futebol português", pode ler-se no manifesto da comissão de recandidatura, lido pelo porta-voz.

As eleições terão lugar em abril de 2020 e no entender de Fernando Cerqueira, figura central da comissão, nada está posto de parte: "Se daqui a quatro anos, Pinto da Costa ainda estiver com capacidades e saúde eu, Fernando Cerqueira, vou apoiá-lo outra vez à candidatura", disse aos jornalistas esta tarde.

Fernando Cerqueira adiantou que tem ainda a garantia de Pinto da Costa de que a Academia do FC Porto será em breve uma realidade. "As negociações estão adiantadas", disse.

António Oliveira, Rui Moreira e Villas-Boas estão entes os assinantes da recandidatura de Pinto da Costa. " O voto é igual para todos. Mas temos a noção de que o Oliveira, Rui Moreira, Villas-Boas, tiveram passado no clube e até na cidade e os sócios revêm-se neles. Quer Oliveira, quer Villas Boas e Riu Moreira já expressaram publicamente o apoio ao senhor presidente. Não falamos com o Vítor Baía, o que não quer dizer que eu ou alguém da comissão possa levar a folha para ele subscrever. Se quiser assinar, tudo bem. Se não quiser, tudo bem na mesm", disse Fernando Cerqueira.

Nas duas últimas semanas, André Villas-Boas, atual treinador do Marselha, e Vítor Baía, antigo guarda-redes e glória dos 'dragões', manifestaram a vontade de sucederem a Pinto da Costa, mas apenas quando o atual presidente abandonar o clube.

Pinto da Costa também já admitiu publicamente que está recetivo a permanecer no cargo se for essa a vontade dos sócios. O dirigente, depois do centro de treinos do Olival, Estádio do Dragão, Dragão Caixa e Museu, pretende construir uma academia para a formação, estando já no papel um projeto para avançar com a obra.