Claque do FC Porto explica porque abandonou Dragão em protesto

Claque do FC Porto explica porque abandonou Dragão em protesto

Do lado de fora, juntaram-se algumas dezenas de adeptos que aplaudiram colocação da tarja junto ao Estádio do Dragão.

O Coletivo 95, uma das claques do FC Porto, deixou o Estádio do Dragão durante a segunda parte do jogo da equipa portista com o Paços de Ferreira, no Estádio do Dragão, por ter sido impedida de mostrar uma tarja que dizia "O espírito de campeão vive? apenas nos nossos adeptos". Mais tarde, através de um comunicado, explicou a decisão de deixar a bancada. "O nosso Grupo (Colectivo Ultras 1995) tomou a decisão de abandonar o sector durante o jogo de hoje, na sequência da proibição comunicada pelo oficial de ligação com os adeptos e pela segurança, de exibirmos frases, tendo mesmo havido ordem para que as mesmas nos fossem retiradas, com recurso a intervenção policial, se necessário.", pode ler-se.

[...] "Decidimos abandonar o estádio e usar o nosso direito de liberdade de expressão, fora do estádio. Tendo havido, novamente, uma tentativa de opressão, desta vez levada a cabo pelas forças Policiais", acrescentou a claque no comunicado.

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.