Casillas: "Champions? Espero conseguir um quarto título"

Casillas: "Champions? Espero conseguir um quarto título"

Guarda-redes do FC Porto antevê a eliminatória frente à Juventus, afirmando ficar "aliviado" por não ter o favoritismo do seu lado

Iker Casillas admite que disputar a Liga dos Campeões pelos dragões é diferente em relação ao seu passado no Real Madrid, sempre favorito.

"Por um lado, fico um pouco aliviado, pois quando somos favoritos temos mais responsabilidade e as derrotas são mais dolorosas. Temos de ser realistas: temos uma boa equipa e temos evoluído gradualmente com a ajuda dos nossos jogadores mais jovens", disse o guardião portista em entrevista à UEFA.

Casillas, de 35 anos, vencedor de três Ligas dos Campeões com os "merengues", tem noção que o favoritismo está do lado da Juventus, adversário do FC Porto na quarta-feira na primeira mão dos oitavos de final da competição, no Estádio do Dragão.

"Vamos ter de defrontar um adversário que joga há muito tempo a um nível muito elevado, com presenças em quartos de final, meias-finais e numa final. No entanto, no mundo do futebol, tudo pode acontecer. Há seis ou sete meses estávamos a disputar o "play-off" contra a Roma", assinalou.

O campeão mundial e bicampeão europeu com a Espanha, que chegou ao Dragão em 2015, venceu o troféu em 2000, 2002 e 2014, e só na sua carreira tem mais eliminatórias disputadas na Champions do que toda a equipa do FC Porto em conjunto.

"Disputar tantos jogos importantes numa competição tão prestigiada como a Liga dos Campeões deu-me uma experiência que pode ser útil e estou feliz por isso. Espero que os outros jogadores se sintam mais confiantes por causa disso", disse.

Casillas falou também no orgulho que tem em ter vencido a prova em três ocasiões, mas não descarta a possibilidade de o conseguir uma quarta vez.

"Transforma-nos em jogadores importantes, que disputaram e conquistaram uma competição de prestígio. No meu caso, aconteceu por três vezes e é claro que tenho um grande orgulho nisso e espero conseguir um quarto título", rematou.