"Benfica foi um digno vencido. Teve desportivismo", diz Pinto da Costa

"Benfica foi um digno vencido. Teve desportivismo", diz Pinto da Costa

Pinto da Costa falou no Museu do FC Porto após a entrega dos troféus de campeão e da Taça de Portugal

Armas e salvação: "Jogámos uma hora com menos um jogador, com essa limitação. foi muito difícil, já era difícil com todas as armas estavam apontadas contra nós, havia um sentimento de salvação nacional para o Benfica ganhar alguma coisa"

Desportivismo: "Não se pode tirar mérito ao Benfica. O Benfica, não tendo jogado bem, nem aproveitado a oportunidade de jogar contra 10, foi um digno vencido, teve desportivismo no final. Não foi uma derrota vergonhosa, foi uma derrota, é um dos resultados possíveis em qualquer jogo"

Rennie esgotado: "Tanto faz ser no Porto, Lisboa ou Coimbra, com 10, 11 com ou sem vírus, em todas as circunstâncias vencemos de forma categórica. Os analistas isentos dizem isso. Os grandes derrotados foram alguns jornalistas , comentadores e órgãos de comunicação social que tudo fizeram para que o FC Porto não vencesse. Houve um inteligente do bairro que vaticinava que o Benfica vinha ao Dragão dar o xeque-mate., que o Benfica era grande em demasia para Portugal. E no fim essa equipa que era grande não ganhou nada. O Benfica perdeu, soube perder com dignidade, os derrotados são esses falsos moralistas e independentes que esgotaram Rennie nas farmácias"

Declarações ao Porto Canal