"Sei qual vai ser o futuro do Sérgio Conceição, o futuro do FC Porto sem ele não sei"

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto

 foto LUSA

Augusto Inácio foi campeão europeu em 1987

 foto Carlos Costa/Global Imagens

Declarações de Augusto Inácio à margem do jantar que assinala os 35 anos desde a conquista da Taça dos Campeões Europeus, em Viena.

Conquista de Viena: "Uma jornada marcante para todos nós, para o clube e o futebol português. Em 1984 já tínhamos perdido a final da Taça das Taças, mas a equipa já estava preparada para fazer figura na Europa. Aquele jogo foi épico. Depois de estarmos a perder por 1-0 contra o grande favorito Bayern. Os adeptos no caminho para o estádio levantavam as mãos a dizer que íamos ser goleados. Já passaram 35 anos e parece que foi ontem. É um momento de felicidade para todos nós."

João Pinto não largava o troféu: "Daqui a um bocadinho vou falar com ele para ver se me entrega a Taça. Chateado? Na altura não, porque a euforia e o contentamento eram tão grandes... Depois de ver aquilo, o brinquedo é de todos nós e não só de um. No final do jogo foi um bocadinho egoísta. Já não bastava correr os 90 minutos, quanto mais correr atrás dele para tocar a Taça. Foi um episódio que passou. Não é para ficar zangado, mas naquela altura se todos tivessem tocado na Taça teria sido bem melhor."

Sérgio Conceição: "O Sérgio tem sido o melhor jogador do FC Porto. No futuro não estou a ver o FC Porto sem Sérgio Conceição. Sei qual vai ser o futuro do Sérgio Conceição, agora o futuro do FC Porto sem o Conceição não sei."