Sérgio Conceição lamenta após derrota com Atlético: "Há uma infantilidade do nosso jogador"

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto

 foto AFP

Declarações do treinador do FC Porto em reação à derrota (1-3) contra o Atlético Madrid, no último jogo no Grupo B da Liga dos Campeões, no Estádio do Dragão.

Sensações: "Este jogo foi a imagem do que foram os nossos jogos no grupo. Devo salientar que disputámos os oitavos até aos 90 minutos, num grupo onde estavam equipas com mais títulos e candidatos na prova. Para aquilo que produzimos até à expulsão do nosso jogador [Wendell], foi o suficiente para estar a ganhar. Não fomos eficazes, falhámos golos em momentos importantes."

Wendell expulso: "Quisemos empatar e ganhar o jogo, tivemos 30' para jogar e depois há uma infantilidade do nosso jogador. Não é normal com o adversário reduzido metermo-nos a jeito. O segundo e o terceiro golo do Atlético foram mais resultado do jogo com coração do que por estratégia, num jogo em que tínhamos tudo para ganhar."

Futuro na Europa: "O futebol é um recomeçar constante. Temos consciência do que fizemos e não fizemos. Apesar da história do FC Porto na Europa, a história não joga. Temos pouca gente com experiencia nesta prova e isso notou-se hoje, tendo em conta a diferença na forma de estar em campo. Há provas para ganhar esta temporada. Estaremos sempre à altura do clube que representamos. Não tenho dúvidas."

Respeito pelo legado: "Excetuando o momento em que o Wendell perdeu a cabeça, tudo o resto foi determinação, ambição e aproveito para agradecer aos adeptos, que preferem vitórias, o apoio no final de jogo. É incrível como ficaram tantas pessoas a aplaudir o trabalho dos jogadores. É sinónimo de respeito e reconhecimento pela ambição demonstrado em campo. Tentámos ao máximo o acesso aos oitavos."