Ainda o caso da noitada em casa de Uribe: "No FC Porto não há pena de morte"

Ainda o caso da noitada em casa de Uribe: "No FC Porto não há pena de morte"

Percorra a galeria de imagens acima clicando sobre as setas.

Francisco J. Marques comentou o caso da noitada e garantiu que haverá consequências, mas que serão mantidas internamente

Depois de Sérgio Conceição ter tentado não entrar na polémica, o FC Porto reagiu esta terça-feira ao caso da noitada de Uribe, Luis Díaz, Saravia e Marchesín.

Francisco J. Marques, uma vez mais no Porto Canal, assumiu o infração disciplinar por parte dos jogadores sul-americanos, mas procurou desdramatizar o assunto. "O mundo está diferente com as redes sociais e a profusão quase instantânea, mas há coisas que não mudam, que é a forma como o FC Porto trata destes assuntos", começou por abordar.

"Estamos a falar de um tema interno, que será resolvido internamente, como tem que ser. Não tem de ser na praça pública. Os jogadores têm a consciência que uma coisa destas tem que ter consequências, mas também que no FC Porto não existe pena de morte. Haverá decisões internas e ficarão dentro da família do FC Porto", referiu o diretor de comunicação dos portistas no programa Universo Porto da Bancada.