"A Liga é dos clubes, não deste ou daquele"

"A Liga é dos clubes, não deste ou daquele"

Presidente dos dragões, que esteve no Conselho de Presidentes, criticou a mesa da Assembleia Geral (AG) e revelou que os clubes organizaram uma nova reunião, sozinhos, "para tentar resolver os problemas".

Depois da suspensão do Conselho de Presidentes, por iniciativa dos clubes, Pinto da Costa, presidente do FC Porto, comentou o sucedido.

"Correu em passo de corrida. Praticamente nada se decidiu nem tratou. Há muito tempo que alguns clubes pediram que houvesse Assembleia Geral, mas foram esgrimidos argumentos em sentido contrário, já desde agosto. Caiu-se num impasse e, depois de um breve intervalo, os clubes decidiram, por proposta do V. Guimarães e da Oliveirense, interromper os trabalhos. Entenderam que não havia condições e decidiram marcar uma nova reunião, fora da Liga, para tratar dos assuntos que têm de tratar", começou por dizer, criticando, depois, o discurso da mesa da AG.

"O presidente da AG nem sequer apareceu, delegou na vice-presidente, que alegou aqui uma legalidade quando, se há alguém que não tem moral para falar em legalidade, é a mesa da Assembleia Geral. Há dois anos que não há Assembleias Gerais, para apresentação dos exercícios, dos orçamentos, para nada", rematou.

Pinto da Costa comentou ainda as razões da mesa para mais um indeferimento à AG. "E agora, alegando a legalidade, não sei bem qual, indeferiram mais uma vez. Portanto, os clubes, à margem da Direção e da Assembleia, sem ninguém presente, vão tentar resolver os problemas. A Liga é uma associação de clubes, não é propriedade deste ou daquele ou de meia dúzia de pessoas".