A entrevista de Pinto da Costa. Recorde o mais importante

A entrevista de Pinto da Costa. Recorde o mais importante

Pinto da Costa é entrevistado este terça-feira no Porto Canal. Siga aqui as principais declarações

"Tenho quatro novos elementos. O Baía e o Fernando Gomes são novidades, o Gomes estava na SAD, no scouting, mas nada a ver com o clube. Agora será diretor do futebol jovem, que pertence ao clube. Quatro novidades em 11 elementos não é mudar?"

"O Baía vai estar ligado ao futebol em funções que serão determinadas se formos eleitos. Não vai tratar do ciclismo. Vai haver um diretor do futebol, não tem nada a ver."

"Cidade do futebol? Quando dizemos o que queremos e estamos a fazer aparecem logo a boicotar. Temos um projeto que será aprovado, mas há problemas de licenças. Há espaço e temos de pesar em grande, daí passar da academia à cidade do futebol"

"É importante. FC Porto não tem academia, mas tem lançado talentos, tido resultados, é o único clube que conquistou um título europeu nas camadas jovens. Mas queremos melhor e, por isso, o Fernando Gomes será o responsável nesse setor, aproveitando tudo o que está lá de bem feito e mudar o que tiver de ser. Em 1987 quando vencemos o título europeu tínhamos muitos portugueses, mas os jogadores mais decisivos foram o Mlynarckk, o Celso, o Juary, o Madjer, o Futre que era da escola do Sporting. Pensar que só vou ter jogadores da formação... nunca mais poderíamos pensar em ir longe nas provas europeias. Pensar que não precisamos de jogadores estrangeiros é uma utopia"

"Para mim, um presidente de Câmara não é um político. Rui Moreira não é de nenhum partido, é um autarca. Não tenha nada contra os políticos, apenas contra aqueles que nos seus cargos assumem o seu clube. Como o Mário Centeno a pedir para acelerar as coisas na Assembleia da República para ir ver o Benfica, Não estou a ver o doutor Rui Moreira a fazer isso"

"Ouvi as duas entrevistas e as ideias eram ter muita vontade e competência. Em nenhum deles, salvo os nadadores, têm a mínima experiência de FC Porto. Gostava era de ver candidatos com experiência que acompanham o clube, que vão às Assembleias Gerais. Então um indivíduo de 50 anos tão interessado no clube e não vai às Assembleias?"


"Rui Moreira e Villas-Boas sempre disseram e a mim também que se eu me candidatasse, subscreviam a minha candidatura, como o António Oliveira. Julgo que este será o último mandato. Não garanto, porque nunca sabemos. Mal do FC Porto se nenhum dos candidatos que tem capacidade para o ser não se assumir. Rui Moreira, Villas-Boas, Oliveira, embora tenha dito que nunca será. Ficaria super descansado e feliz porque poderia ver, sem responsabilidade, o FC Porto na senda do triunfo."


"Não tenho de convencer os adeptos de nada. Eles conhecem-me, sabem o que era o FC Porto antes de eu assumir, Só lhes peço uma coisa: votem, dando um sinal de vitalidade e da força do FC Porto"


"Só me custa dizer o nome do Benfica se ganhar ao FC Porto. As relações com o Benfica estão cortadas há muitos anos. Da minha parte não há hipóteses de reatarem. Digo sempre a mesma coisa e não me esqueço de como estava a Liga quando entrou o doutor Pedro Proença. Não vou em golpes para tentar, a meio, com o pretexto de uma cara ao Presidente.. As toupeiras não são crimes, mas escrever ao Presidente da República é"

"Mala Ciao? Fui saber o que é. Explicaram-me que foi uma denúncia comprovada pelos acusados de que havia jogadores do Rio Ave e de outro clube que testemunharam que tinham sido contactados para perder jogos contra o Benfica. Isso mostra que continua ter toupeiras muito eficientes sobre quem faz as denuncias anónimas."


"O Manuel José ao referir-se daquela maneira o Fernando Gomes mostrou uma baixeza e vileza sem par e sem qualificação. Disse o que tinha a dizer, que foi considerado correto, e a prova disso é que a RTP onde ele cometeu essa indignidade, transcreveu a minha resposta. Não foi para me defender, mas porque também se sentiu incomodada. Devia põr-se de pé para falar do Fernando Gomes."

"O futsal custa 250 mil euros? Para fazer frente ao Benfica e Sporting custa pelo menos 2 milhões, Só se for jogar eu e o senhor para ser os bombos da festa. Isso comigo não acontecerá. Há jogadores que ganham mais de um milhão de euros. Foi o que ofereceram ao Ricardinho. No meu projeto não está duplicar as modalidades. Isso é enganar as pessoas. FC Porto nos próximos dois anos tem de fazer grande esforço para manter competitividade nas modalidades que tem.

"O que dói não é se está em fair play ou deixa de estar. É demagogia. O que os adeptos querem é garantia de que a bola entre, ganhe títulos e mantenha em seu poder os ativos e ações da SAD do FC Porto. Não pode gastar mais do que tem, mas pode sabendo que amanhã vai ter algo que vale tanto. Não pode deixar de fazer um investimento sabendo que vem um vírus. Negócios estavam feitos antes do fim do ano. Só faltava concretizar. Vírus afetou e não só em Portugal. Tudo ficou em suspenso."

"O clube tem de moldar despesas às receitas. Nós incluíamos, até agora, receitas de venda de jogadores. Mas ninguém pensou que vinha um vírus. O senhor sabia? Era o único que sabia? Não me diga que o senhor é chinês. "

"Se vem o vírus e deixa de ter merchandising, receita de museu, bilhética, cativos.. Se calhar só o senhor é capaz de fazer projeções que se calhar vinha o vírus da China. Virus foi para todos e os clubes estão todos tão bem que tiveram de cancelar os negócios que tinham connosco. Para já essas vendas estão suspensas, mas por esses valores tenho muitas dúvidas que voltem."

"Rúben Neves na altura não era titular do FC Porto e saiu por 18 milhões. Era um jovem da formação. Bernardo Silva saiu por menos e aí foi uma excelente jogada. Alguns foram contratados e não serviram para o plantel Não foi a primeira vez. Lembro-me de acontecer no tempo do Bobby Robson"

"A minha direção, este ano, habituou os portistas a trazer Marchesin, Nakajima, Luis Diaz e Zé Luis. Nenhum foi um falhanço. São excelentes jogadores e têm mercado, estão mais valorizados. Agora, qualquer que me peça 6,2 milhões, não renovou. O futebol português não tem essa capacidade."

"38 anos? A mais? Depende, se as pessoas acharem que o resumo não é bom, são anos a mais, se entenderem que pode ser garantia de continuarmos na senda do sucesso, podem achar que ainda podem vir mais anos. Vi num programa de um candidato [Rio] "Mudar para ganhar". Mudar, só se for para perder."

"Li partes de uma entrevista de um presidente de um clube a dizer que esta pandemia o impossibilitou de vender dois jogadores por 200 milhões de euros. Nós também tínhamos encaminhado, não por esse valor, mas mais perto disso do que longe da metade disso, Ninguém faz um orçamento a pensar num vírus maldito. O Benfica tinha previsto 200 milhões, nós tínhamos 137 milhões de euros"

"Os dois candidatos têm a cassete do 'não deixam sair jogadores a custo zero'. Dois anos antes de acabar o contrato, no tempo do Nuno, o Herrera era persona non grata para todos os sócios do FC Porto. Numa grande exibição, a um minuto do fim, contra o Benfica, o Herrera deu um canto necessário e o FC Porto pode ter perdido campeonato aí. Deus me livre de ele sair à rua. Com Conceição foi recuperado. Passou de indesejado a aceite, depois estimado e depois querido, porque subiu imenso de rendimento...Tentámos nessa ocasião renovar com ele. Pediu 6,2 milhões de euros. Tentámos tudo para que baixasse e não conseguimos, atempadamente negociar com outros clubes, mas nesse ano nenhum estava interessado. Tivemos que optar, ou utilizar o jogador porque tinha contrato ou dar esse dinheiro. Brahimi foi parecido. Não chegamos a fazer proposta concreta mas sabíamos através dos empresários quanto ele pretendia e era impossível. Nem num caso nem noutro aparecer qualquer comprador.

"Abençoada crise em que somos primeiros no campeonato e estamos na final da Taça de Portugal"

"Se for ver o último campeonato, como decorreu os últimos é só fazer as contas. Basta recordar o Feirense-Benfica, o Rio Ave-Benfica, o Braga-Benfica. É só fazer as contas"
"FC Porto nunca deixou de estar na luta. Perdemos várias finais nos penáltis, não é sinal de inferioridade, é um pouco como lotaria.. Quando falam do futebol parece que está numa crise. Abençoada crise que estamos em primeiro e na final da Taça. Oxalá daqui a um ano a crise nos continue a colocar em primeiro e na final da Taça. Nenhum dos candidatos passou por um cargo de responsabilidade.

"DIzer que é preciso mudar para ganhar, é um voto de desconfiança para o nosso treinador. Só dependemos de nós, somos primeiros na I Liga e estamos na final da Taça de Portugal. É um momento infeliz para dizer isso. A equipa de futebol é líder, está apurada para a final da Taça.. dizer isso é quase um voto de desconfiança à nossa equipa e treinador. Tem de se deixar estar como está para ganhar, porque nenhum outro clube depende apenas de si para ganhar. Ontem vi um dos candidatos atirar-se ao Benfica porque nós permitimos que ganhem da forma que ganham, falam em toupeiras.. é um incoerência depois criticarem erros de gestão, porque afinal de contas eles mesmos dizem que os campeonatos não se ganharam por esse facto. Se calhar têm razão. Não fosse isto e estávamos a lutar pelo tricampeonato.

"

A entrevista começa dentro de momentos