"Tínhamos expetativas de poder prosseguir e estamos frustrados, estamos tristes"

"Tínhamos expetativas de poder prosseguir e estamos frustrados, estamos tristes"

Declarações do treinador Paulo Sérgio após o jogo Portimonense-Mafra (2-4), dos quartos de final da Taça de Portugal

Sobre o jogo: "Correu muito mal. Estávamos avisados para a qualidade do Mafra e até entrámos bastante bem no jogo, a jogar com muita dinâmica. O Mafra, na primeira bola de perigo, que nós defendemos muito mal, faz golo. A seguir, nós complicamos e acontece o penálti. Ainda reduzimos, mas consentimos outra vez facilmente um terceiro golo. Isto complica muito. "

Conforto: "O Mafra esteve muito confortável na partida, é uma equipa muito dinâmica, bem trabalhada, com miúdos com muita qualidade. O Mafra teve muita eficácia. Nós, na primeira parte, temos quatro bolas de golo, mas não concretizámos."

Linhas baixas: "Tínhamos esperança e expetativa de inverter as coisas na segunda parte. Fomos fazendo tudo nesse sentido, mas o Mafra, com a vantagem que tinha, baixou as linhas e impediu-nos de atacar melhor. De qualquer forma, também não tivemos muito acerto nem muita qualidade no que fomos fazendo. E ainda há outro penálti, mas vou escusar-me de comentar penáltis, já chega."

A Taça: "Custa muito, embora tenhamos feito uma prestação na Taça a que o Portimonense não está habituado, chegar a esta fase tão adiantada. Tínhamos expetativas de poder prosseguir e estamos frustrados, estamos tristes. Parabéns ao Mafra pelo resultado."