Portimonense enfrenta horas decisivas: "Há que ter muita fé"

Portimonense enfrenta horas decisivas: "Há que ter muita fé"
Redação com Lusa

Tópicos

Paulo Sérgio, treinador dos algarvios, fez a antevisão do jogo com o Aves, decisivo nas contas da permanência na I Liga.

O treinador do Portimonense disse que a sua equipa tem de vencer o Aves no domingo, na última jornada da I Liga, aguardando um outro resultado que favoreça os algarvios na luta pela manutenção.

"Temos de nos focar naquilo que depende de nós, o jogo com o Aves, e ter muita fé que há de haver um resultado que nos favoreça, porque os profissionais do Portimonense merecem ficar na I Liga", disse Paulo Sérgio, na antevisão à partida da 34.ª e última ronda da competição.

A equipa de Portimão, 17.ª e penúltima classificada, com 30 pontos, precisa de vencer os avenses, já despromovidos na 18.ª e última posição, e esperar que o Vitória de Setúbal (16.º, 31 pontos) perca pontos na receção ao Belenenses ou que o Tondela (15.º, 33) seja derrotado na deslocação ao terreno do Moreirense.

"É um facto que fizemos uma recuperação fantástica e falta colocar a cereja no topo do bolo, falta garantir a manutenção", assinalou Paulo Sérgio, cuja equipa estava com seis pontos de atraso face à zona de manutenção aquando do regresso da Liga após a suspensão devido à pandemia de covid-19.

Apesar dos dois resultados na ronda anterior que o treinador do Portimonense considerou "surpreendentes" - em referência à vitória do Tondela sobre o Braga (1-0) e ao nulo entre Sporting e Vitória de Setúbal -, o responsável admitiu que a sua equipa perdeu pontos "aqui e ali" que teriam permitido entrar nesta jornada "numa situação melhor".

Sobre o Aves, Paulo Sérgio frisou que não espera "facilidades", lembrando que viu um conjunto "muito ligado e com muita motivação" no último jogo, apesar do desaire perante o Benfica (0-4) e de todo o contexto extradesportivo, encimado por salários em atraso.

"Estas situações difíceis unem os grupos e eu não espero facilidades, de forma alguma. Quem pensar que vai ser fácil defrontar o Aves, está perfeitamente enganado: há ali rapazes com talento e um treinador que sabe o que faz", adiantou.

Paulo Sérgio disse que, após a última jornada, o seu "foco e preocupação" cairá mais sobre os jogadores e treinadores do adversário, que estão a trabalhar "há meses e meses em condições difíceis, sem receber o que lhes é devido".

"Era importante olhar para esse lado, para essas pessoas que têm famílias e responsabilidades e era importante arranjar soluções também para isso. Além da importância da continuidade do Aves, instituição com 90 anos no futebol português, que passando por um momento difícil reerguer-se-á, mas os profissionais têm estado a sofrer esta situação na pele", concluiu.

O jogo entre Portimonense e Aves está marcado para o Estádio Municipal de Portimão, a partir das 19h30.